Suspeito de roubar motocicleta é lixado em Tucumã

Por: Juscelino Show

Josemilton Nunes dos Santos, de 37 anos de idade, foi morto por um grupo de populares nesta terça-feira (20/11), por volta das 09 horas da manhã, em um bairro periférico da cidade de Tucumã, região Sul do Pará.

De acordo com as primeiras informações, o homem estaria sendo acusado por um grupo de pessoas de ter roubado a motocicleta de um mototaxista, porém, nas investigações realizadas pela Polícia Civil, há indícios de que a vítima não teria participação no roubo da moto.

Em imagens gravadas por celular é possível ver algumas pessoas interrogando o suspeito e o agredindo fisicamente até ele cair no chão todo ensanguentado.

Josemilton morava na região da Agrovila do Cuca, era casado com Ana Cláudia Silva Oliveira e tem 5 filhos pequenos, o menor tem 10 meses de vida.

A polícia praticamente descartou a participação do homem no roubo da moto.

Governador Simão Jatene – informação

“Somente quem passou parte da vida trafegando sobre pontes de madeira, ao cruzar as estradas, pode atribuir maior valor e importância às pontes de concretos que construímos.

Pontes significam caminhos, conexões, horizontes. Facilitam a vida das pessoas. Dão mais conforto e segurança aos viajantes e pedestres.

Desde 2015, construímos 79 pontes. E mais 14 ficarão prontas até final de dezembro. Juntas, somarão 4.048 metros de extensão.

Beneficiam centenas de milhares de pessoas.
Pontes são patrimônio público. Pertencem a todos que viabilizam as obras com seus impostos.

Pontes também passam sentimento de satisfação e orgulho”.

A imagem pode conter: céu, ponte, atividades ao ar livre, água e natureza

Helder visita o TJPA e pede união entre os poderes para aperfeiçoar o serviço em prol da sociedade

O governador eleito Helder Barbalho visitou o Poder Judiciário do Pará com o objetivo  de manter  desde já, uma boa relação com a atual e a futura gestão do Tribunal de Justiça do Pará (TJPA).

Junto com o vice-governador eleito Lúcio Vale  e acompanhados de uma comitiva  foram recepcionados pelo presidente do TJPA, desembargador Ricardo Ferreira Nunes; pelo vice-presidente do TJPA e presidente eleito para o biênio 2019-2021, desembargador Leonardo de Noronha Tavares; e pelo decano da Corte, desembargador Milton Augusto de Brito Nobre.

Helder Barbalho falou sobre a importância da parceria entre os Poderes. E destacou: só através de uma construção conjunta é  possivel aperfeiçoar a prestação de serviços à sociedade.

“Estamos vivendo um novo ciclo político no Brasil, em que a sociedade sinaliza muito por melhoras”, destacou Helder Barbalho, destacando a relevância do Poder Judiciário para o Executivo e para a sociedade.

O próximo presidente do TJPA, desembargador Leonardo de Noronha Tavares, aproveitou para afirmar que “o Executivo pode continuar contando com a nossa boa vontade. Também iremos precisar do apoio do Governo para darmos continuidade aos nossos projetos e até mesmo para aumentarmos a nossa parceria”.

As pedras no caminho do Pará

O governador eleito Helder Barbalho foi a Brasília tratar de sua agenda de prioridades. Na sede do Ministério dos Transportes, Portos e Aviação Civil, ao lado de vários ministros, pediu à presidente do Ibama, Suely Araújo, celeridade no processo de licenciamento ambiental, e obteve a promessa de que as obras de derrocamento do Pedral do Lourenço começarão em agosto de 2019. Como ex-ministro de três pastas, Helder sabe que a eficácia dessa reunião é um tanto precária, já que em janeiro mudará o governo e tudo terá que ser solicitado novamente aos novos titulares. De muito maior valia seria aproveitar o seu ótimo relacionamento com o presidente Temer e a bancada majoritária do MDB no Congresso para aprovar no Orçamento Geral da União os recursos necessários para garantir a obra.

R$ 5,2 bilhões liberados pelo BNDES para levar energia do Pará ao Rio de Janeiro, mas aqui o preço da luz é um assalto

O Linhão do Pará ao Rio tem mais de 2,5 mil km de extensão
O Banco Nacional de Desenvolvimento Econômico e Social (BNDES) anunciou ontem a aprovação de crédito de R$ 5,2 bilhões para a construção do sistema de transmissão elétrica que vai conectar a Estação Conversora Xingu, em Altamira (PA), à Estação Conversora Terminal Rio, em Nova Iguaçu (RJ).
Prevista para ficar pronta em dezembro de 2019, essa é a segunda linha de transmissão para escoar a energia gerada pela Hidrelétrica de Belo Monte. A primeira, que também recebeu empréstimo de R$ 2,6 bilhões do BNDES, começou a operar em dezembro do ano passado.
O segundo linhão está em construção pela Xingu Rio Transmissora de Energia S.A. (XRTE), empresa controlada pelo grupo chinês State Grid. A empresa que opera a primeira linha, a Belo Monte Transmissora de Energia, também tem participação do grupo chinês.Embora a XRTE ainda trabalhe com o prazo de conclusão previsto no edital, a construção do novo linhão precisa passar por terras da Agropecuária Santa Bárbara Xinguara, pertencente ao banqueiro Daniel Dantas que tem resistido a dar autorização de passagem. A questão foi parar no Judiciário.
A segunda linha de Belo Monte terá 2,5 mil km, entre Altamira e Nova Iguaçu, mais do que os 2,1 mil km da primeira linha. O linhão atravessará 79 municípios de Pará, Tocantins, Goiás, Minas Gerais e Rio de Janeiro. Segundo o BNDES, o empréstimo anunciado ontem representa 61% dos investimentos totais do projeto, de R$ 8,5 bilhões. Fonte: O Estado de S. Paulo.

Aparência de Lula comove juízes, que discutem prisão domiciliar

Aparência de Lula comove juízes, que discutem prisão domiciliar (Foto: Marcelo Camargo/Agência Brasil)

A aparência envelhecida do ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva (PT) teria impressionado alguns juízes de tribunais superiores em Brasília. Segundo apurado pela jornalista Mônica Bergamo, do jornal ‘Folha de S. Paulo’, a possibilidade de insistir na prisão domiciliar do petista voltou a ser discutida em gabinetes.

Preso na Superintendência da Polícia Federal em Curitiba desde abril, após ser condenado em segunda instância, no âmbito da Lava Jato, por corrupção passiva e lavagem de dinheiro, o ex-presidente prestou depoimento à Justiça na última quarta-feira (14).

O texto salienta que, mesmo tendo voltado à pauta, a ideia da concessão de uma prisão domiciliar ao petista ainda é considerada remota. O pedido foi aventado há alguns meses, mas foi temporariamento arquivado após a alteração da composição das turmas do Supremo Tribunal Federal (STF).

Recepção ilegal de sinal de TV paga pode virar crime

A interceptação e a recepção não autorizada dos sinais de TV por assinatura poderão ser consideradas crime, com pena de seis meses até dois anos de cadeia. É o que estabelece um projeto pronto para ser votado na Comissão de Constituição, Justiça e Cidadania (CCJ). O senador licenciado Blairo Maggi (PR-MT), autor do PLS 186/2013, argumenta que a proposta preenche uma lacuna nas leis que regem os serviços de TV a cabo. O projeto tem decisão terminativa na CCJ, ou seja, se aprovado e não houver recurso para votação pelo Plenário, seguirá direto para a Câmara dos Deputados.

Novas plantas para exportação de carne de aves ao México são habilitadas

Mapa recebeu comunicado nesta semana 

O Ministério da Agricultura, Pecuária e Abastecimento (Mapa) recebeu comunicado da habilitação de 26 novos estabelecimentos para exportação de carne de aves ao México. As habilitações são resultado da missão de auditoria realizada, em agosto de 2018, por autoridades mexicanas.

A medida representa aumento de 130% no número de plantas brasileiras aptas a exportar carne de aves ao México, que agora chega ao total de 46.

“A expectativa é que a habilitação de novas plantas permita a retomada da tendência de ampliação nas exportações brasileiras de carne de frango para o México”, comentou o secretário de Relações Internacionais do Agronegócio do Mapa, Odilson Silva. De janeiro a outubro de 2018, os envios somaram US $ 138 milhões, ante US $ 185 milhões, em 2017.

O México produz 3,9 milhões de toneladas de carne de frango por ano e importa mais 640 mil toneladas, cerca de 13,4% do seu consumo. Os principais fornecedores são Estados Unidos, Brasil e Chile.

Deputado Carlos Bordalo – Notícia

“Segundo o relatório Terrenos da desigualdade: terra, agricultura e desigualdade no Brasil rural, publicado pela Oxfam, 4.013 pessoas físicas e jurídicas detentoras de terra devem 906 bilhões de reais, uma dívida maior que o PIB de 26 estados. O Incra estima que com essas terras seria possível assentar 214.827 famílias – o dobro das 120 mil famílias que estavam acampadas demandando reforma agrária em 2015.

Em vez de cobrar os débitos, porém, o governo Temer editou em junho a Medida Provisória nº 733, concedendo mais privilégios ao setor”.

uz Para Todos completa 15 anos com 16 milhões de brasileiros beneficiados

Todos têm direito à energia elétrica. Essa é a premissa   do programa Luz Para Todos (LPT) que completa 15 anos neste mês de novembro. O objetivo do LPT é levar gratuitamente o acesso à energia para moradores no meio rural e atuar no desenvolvimento econômico e social, contribuindo para a redução da pobreza e da fome nas comunidades atendidas. Apenas em 2018, foram realizadas mais de 53 mil novas ligações em domicílios, beneficiando 212 mil pessoas.

Desde 2003, ano de seu lançamento, o Programa tendo muito o que comemorar. As melhorias trazidas para a vida das pessoas do campo são muitas: aumento da renda familiar, melhores condições na saúde, oportunidades de trabalho, segurança nas comunidades e retorno aos estudos. Segundo pesquisa realizada pela MDA Pesquisas, 93% das pessoas entrevistadas afirmaram aumento de qualidade de vida.