Pela 1ª vez, um governador do Pará toma posse em Belém, Santarém e Marabá

Pela 1ª vez, um governador do Pará toma posse em Belém, Santarém e Marabá (Foto: Adalberto Marques/Divulgação)

(Foto: Adalberto Marques/Divulgação)

A programação da cerimônia de posse do governador eleito do Pará, Helder Barbalho, e de seu vice Lúcio Vale, reforça seu compromisso firmado durante a campanha eleitoral de estar presente em todo o estado. O processo inicia no próximo dia 18 de dezembro, às 18h, no Hangar, com a diplomação dos candidatos eleitos aos cargos de governador, vice-governador, senador, deputado federal e deputado estadual.

No dia 31 de dezembro acontecerá a celebração religiosa com uma missa em Ação de Graças, celebrada pelo Arcebispo da capital, Dom Alberto Taveira, às 10h, na Catedral Metropolitana de Belém. Já no dia 1º de janeiro às 9h, acontece a posse oficial na Assembleia Legislativa do Pará (Alepa), e às 10h, será realizada a transmissão da Faixa Governamental, com cerimônia oficial em frente ao Museu Histórico do Pará, Palácio Lauro Sodré.

Os atos já fazem parte do protocolo, mas para confirmar a nova forma de governo prometida por Helder, de trabalhar para todos os paraenses, duas solenidades simbólicas de posse serão realizadas ainda no dia 1º em Marabá, às 15h, e em Santarém, às 18h30.

“Temos a responsabilidade de, daqui para frente, cuidar deste estado, cuidar de milhões de paraenses, e fazer com que a esperança do nosso povo se transforme em obras, serviços e qualidade de vida. É um novo tempo para o Pará. Tempo de mudança. Tempo de presença”, declarou o novo governador.

Helder foi eleito govenador do Pará no dia 28 de outubro de 2018, vencendo as eleições no segundo turno com 55,43% dos votos (2.068.319 votos).

Vereador “Biro Biro” é eleito presidente da Câmara de Água Azul do Norte

Dos 11 vereadores de Água Azul do Norte 9 elegeram na sexta-feira (14/12) a nova Mesa Diretora da Câmara para o ano de 2019, composta pelos vereadores Adevir Sue Dias, “Biro Biro” (Presidente), Jorge Luiz Barros Carneiro (Vice-Presidente) e Emanoel dos Santos Pereira de Lima (Secretário). A sessão de posse ocorrerá dia 01 de janeiro de 2019.

A mesa diretora é responsável por conduzir os processos legislativos da câmara municipal. A sessão contou ainda com a presença de várias lideranças politicas e comunitárias. “Biro Biro” está no terceiro mandato de vereador e o segundo na presidência da Câmara.

Após a eleição da nova Mesa da Câmara, os vereadores, o prefeito Renan Lopes Souto, o vice-prefeito Netinho, foram para a residência do presidente do PDT local, Dr. Diogo Pirely Caldas de Oliveira, onde ocorreu uma comemoração.

Na ocasião, o prefeito Renan enalteceu o brilhante trabalho dos vereadores, que segundo ele, trabalham sempre em harmonia com o Poder Executivo, sem causar embaraços na aprovação de projetos que interessam ao município.

Luana Piovani deixa o Brasil e se muda para Portugal: ”Sensação boa”

Luana Piovani

Na tarde do último domingo, 16, a atriz compartilhou com seus seguidores que estava com as malas quase prontas para sua mudança para Portugal. “Depois do terceiro dia de bazar, DJ e muito gin, chegou a hora. Estou fazendo a mala”, declarou.

Entretanto, a loira mostrou estar emocionada com a situação e fez um desabafo sobre sua trajetória. “Sensação boa, mas estranha. Boa, porque foi escolha nossa. Eu escolhi vir para o Rio aos 19 anos e estou escolhendo ir embora dele aos 42. Mas estranha, porque não deixa de ser uma ruptura, um rompimento. Emoções, emoções!”, confessou ela.

Além disso, a artista também mostrou algumas despedidas que fez e como as pessoas se emocionaram com sua partida. Luana está se mudando com o marido, Pedro Scooby, e os filhos, Dom, de seis anos, e os gêmeos, Liz Bem.

Líder de 3 assentamentos em Placas, na Transamazônica, é assassinado a tiros na porta de casa por dois pistoleiros

A luta por um pedaço de terra no Pará – um estado que possui terra de sobra para todo mundo, mas que concentra grandes áreas nas mãos de poucos – acaba de fazer mais uma vítima fatal. Gilson Maria Temponi, presidente de três assentamentos em Placas, na região da Transamazônica, foi asssassinado a tiros, às 8 horas da manhã de hoje na casa dele, em Rurópolis, por dois pistoleiros que estavam em uma motocicleta.

A polícia local abriu inquérito para apurar o homicídio, que pelas características é de crime de encomenda. Os criminosos fugiram sem deixar pistas. Segundo boletim da ocorrência registrado na delegacia de Rurópolis por Elisandra Parintins de Sousa, esposa do líder camponês, os dois criminosos chegaram em uma motocicleta CG Titan e bateram na porta. Gilson, ao abrir o portão para perguntar o que os homens queriam, foi alvejado à queima roupa por três tiros.

Gilson ainda conseguiu fechar o portão e entrar na casa, caindo nos braços de Elisandra, dizendo ” amor, me atiraram, cuida dos meninos”. A mulher conta que pediu ajuda aos vizinhos para levar Gilson ao hospital, onde ele morreu ao dar entrada. De acordo com a descrição de Elisandra, um dos homens era adulto e tem pele clara. Ela não conseguiu ver o rosto do outro pistoleiro.

Ministério terá mais militares do que em 1964

O governo de Jair Bolsonaro terá mais ministros com formação militar no primeiro escalão do que no governo do general Castelo Branco (1964-1967), que inaugurou o ciclo de militares no poder após o golpe de 1964. Comparado aos outros governos que sucederam o general, o do presidente eleito está no mesmo patamar da gestão do general Emílio Garrastazu Médici, que tinha sete ministros militares, mas numericamente abaixo dos ministérios de Ernesto Geisel (10 ministros militares), Artur da Costa e Silva e João Baptista Figueiredo, ambos com nove.

O que diferencia o primeiro escalão de Bolsonaro dos presidentes militares e de parte dos civis após a redemocratização é a redução dos ministérios propriamente militares desde 1999. Primeiro, a antiga Casa Militar e o Serviço Nacional de Informações (SNI) foram extintos. No lugar deles nasceu o Gabinete de Segurança Institucional (GSI). Depois, os ministérios do Exército, da Marinha e da Aeronáutica se fundiram no Ministério da Defesa, que incorporou ainda o Estado-Maior das Forças Armadas (Emfa).

Se a configuração atual fosse aplicada aos governos do passado, somente o de Costa e Silva teria o mesmo número de militares que Bolsonaro. E, se este tivesse um ministério com a antiga configuração, seu governo teria 10 ministros militares, mais do que qualquer um na história.

Analistas ouvidos pelo Estado avaliam que esse fenômeno pode ser explicado por uma simples razão: eles fazem parte do universo do presidente eleito. Para eles, isso não necessariamente significa um risco de autoritarismo, mas pode indicar dificuldade nas negociações.

Veja os nomes já escolhidos por Helder para compor a sua equipe

Os candidatos eleitos no pleito de outubro de 2018 serão diplomados em cerimônia a ser realizada pelo Tribunal Regional Eleitoral (TRE-PA) nesta terça-feira (18). Além do governador eleito Helder Barbalho, do vice-governador eleito Lúcio Vale, do senador reeleito Jader Barbalho e do senador eleito Zequinha Marinho; serão diplomados 17 deputados federais e 41 deputados estaduais.

A diplomação é a confirmação de que todos os eleitos cumpriram as formalidades previstas em lei e estão aptos a serem empossados nos respectivos cargos. Já a cerimônia de posse do futuro governador acontecerá no dia 1º de janeiro de 2019. Enquanto isso, Helder continua trabalhando na montagem da equipe de governo. Os anúncios vêm sendo feitos de forma individual pelo próprio governador eleito, por meio das redes sociais.

Dos nomes já anunciados, a predominância é por técnicos e profissionais para cada área. O governador eleito já anunciou os nomes de René Sousa para a Secretaria da Fazenda e de Hana Ghassan para a pasta

de Planejamento. Para a Casa Civil o escolhido é Parsifal Pontes, que é o coordenador da equipe de transição do governo. O advogado Mauro O’ de Almeida vai assumir a Secretaria de Meio Ambiente e Sustentabilidade (Semas).

MINISTROS

Helder Barbalho também escolheu dois atuais ministros do governo do presidente Michel Temer que são técnicos nas áreas que irão comandar. O primeiro a ser anunciado foi o ministro da Integração Nacional, o engenheiro civil Antônio de Pádua de Deus Andrade, que vai assumir a Secretaria de Estado de Transportes a partir de janeiro

do ano que vem. No início da semana passada, Helder anunciou o nome do ministro do Desenvolvimento Social, o médico pediatra Alberto Beltrame, para assumir a Secretaria de Estado de Saúde.

Para presidir o Banco do Estado do Pará (Banpará), o nome escolhido pelo futuro governador foi o de Braselino Assunção. O novo presidente já atua no setor bancário e faz parte da equipe da instituição há mais de 42 anos. O último nome anunciado pelo governador foi o do advogado Bruno Kono para assumir a presidência do Instituto de Terras do Pará (Iterpa).

Polícia apreende 70 pacotes de pedra de crack em São Félix do Xingu

Polícia apreende pacotes de crack em residência no município de São Félix do Xingu (PA) — Foto: Divulgação / Polícia CivilPolícia apreende pacotes de crack em residência no município de São Félix do Xingu (PA) — Foto: Divulgação / Polícia Civil
A Polícia Civil prendeu em flagrante um homem suspeito de tráfico de drogas, em São Félix do Xingu, sudeste do Pará, neste sábado (15). Foram apreendidads mais de 70 pacotes de crack, na casa do suspeito, após denúncia de que espaço era usado para ponto de venda de drogas.

De acordo com a Polícia, o preso confessou o crime e foi encaminhado para a Delegacia da cidade, sem oferecer resistência.

Segundo o delegado Matheus Omizzolo, em um mês, quatro pontos de tráfico ilegal de drogas foram desarticulados no município. No último dia 5, dois homens e uma mulher foram presos suspeitos do crime de tráfico de drogas, associação para o tráfico e posse ilegal de munição de uso permitido.

Com eles foi encontrado 44 gramas de crack, além de uma munição. Os três foram conduzidos até a Delegacia de Polícia Civil de São Félix do Xingu para autuação em flagrante. Após pesquisas realizadas pelo papiloscopista, foi constatado que um deles tinha mandado de prisão em aberto por homicídio cometido em Boa Vista (RR) em 2014.

Na geladeira da Globo, Renato Aragão vai para ‘A Praça é Nossa’, no SBT

Na geladeira da Globo, Renato Aragão vai para 'A Praça é Nossa', no SBT (Foto: Reprodução)

(Foto: Reprodução)

Desde que o programa ‘Turma do Didi’, do Renato Aragão saiu do ar, ele está na geladeria da Rede Globo, mas ainda não pensa em aposentadoria. Ele anunciou que irá fazer uma participação especial no programa do SBT, A Praça é Nossa.

Durante o programa Lady Night, da Tatá Werneck, o apresentador Carlos Alberto de nóbrega, declarou o desejo de ter o “eterno Didi” em seu programa. Imediatamente, recebeu uma ligação de Renato, que disse aceitar o convite e que já poderiam marcar a data de gravação.

“Já falei com ele, ele ligou pra mim no dia seguinte. Renato falou: ‘Carlinhos, a hora que você quiser eu vou’. Mas só falta um programa pra gravar neste ano. Então na volta das férias, provavelmente no meu aniversário (12 de março) ou quando eu completar 65 anos de carreira, certamente o Renato estará presente”, disse o contratado do SBT.

Renato espera pela liberação da Globo, que ainda não se posicionou. “Tenho um relacionamento maravilhoso com o pessoal da Globo. Há dois anos fui gravar o Tá no Ar, na época em que a Globo não liberava ninguém. Fui uma exceção e fui muitíssimo bem tratado”, explica Carlos Alberto.

“Alguns diretores foram até o estúdio para me cumprimentar, uma coisa muito bonita. Eu tenho certeza de que eles não negariam”, completou ele.

Polícia apreende mais de 300 quilos de maconha na BR-158, no sudeste do Pará

Mais de 300 quilos de droga é apreendido em carro na BR-158, no sudeste do Pará. — Foto: Divulgação / Polícia CivilMais de 300 quilos de droga é apreendido em carro na BR-158, no sudeste do Pará. — Foto: Divulgação / Polícia Civil

Mais de 300 quilos de droga é apreendido em carro na BR-158, no sudeste do Pará. — Foto: Divulgação / Polícia Civil

A Polícia Civil apreendeu mais de 300 kg de maconha, na BR-158, em Santana do Araguaia, no sudeste do Pará. Dois homens foram presos durante a ação, na manhã desta sexta-feira (14). As equipes de segurança monitoravam a informação sobre dupla que estaria transportando grande quantidade de entorpecentes em direção a Redenção.

De acordo com as investigações, os suspeitos saíram da cidade de Ponta Porã no Mato Grosso do Sul e a cada Estado em que passavam eram informados onde deveriam descarregar os entorpecentes. A Operação contou com o apoio do Grupamento Tático da PM de Redenção além das Polícias Militares de Goias e do Mato Grosso.

Durante as diligências, foi localizado um carro com placa de Brasília, que seguia na BR-158. O veículo foi abordado e com nele estavam 359 tabletes de substância entorpecente semelhante a maconha, com aproximadamente 850 gramas cada. O motorista foi preso.

O outro suspeito foi localizado em um carro com placa de Ananindeua, próximo a entrada da Vila Cristalino, também na BR-158. Segundo a Polícia, ele fazia a função de “batedor”, a pessoa que verifica se há policiamento na estrada, para que o veículo com carregamento de droga pudesse passar.

Os dois suspeitos foram autuados pelos crimes de tráfico de drogas e associação para o tráfico de drogas. Eles foram conduzidos para a Delegacia de Santana do Araguaia.

MPF, MPPA e DPE notificam a Celpa para não realizar cortes entre Natal e Ano Novo

Concessionária foi notificada pelo MPF, MPPA e DPE, para não realizar cortes de energia no período do Natal e Ano Novo no Pará — Foto: Catarina Costa/G1Concessionária foi notificada pelo MPF, MPPA e DPE, para não realizar cortes de energia no período do Natal e Ano Novo no Pará — Foto: Catarina Costa/G1

Concessionária foi notificada pelo MPF, MPPA e DPE, para não realizar cortes de energia no período do Natal e Ano Novo no Pará — Foto: Catarina Costa/G1

Os Ministérios Públicos Federal (MPF) e do Estado do Pará (MPPA) e a Defensoria Pública do Estado (DPE) notificaram a concessionária de energia Centrais Elétricas do Pará (Celpa) para que não efetue cortes de energia elétrica entre os dias 24 de dezembro de 2018 e 1 de janeiro de 2019.

A recomendação foi enviada na última quarta-feira (12), alertando a concessionária que é direito dos consumidores, estabelecido pela Agência Nacional de Energia Elétrica (Aneel), que o aviso de falta de pagamento deve ser feito pelo menos 15 dias antes do corte no fornecimento de energia.

A Celpa registra inúmeras reclamações de cortes irregulares de energia elétrica. Em agosto de 2018, a empresa foi notificada para que deixasse de realizar o chamado corte por “consumo não registrado”.

Os órgãos envolvidos acreditam que o consumidor pode ser lesado com eventual corte no período de natal até o ano novo, quando a concessionária vai apresentar o funcionamento restrito ou regime de plantão dos canais de atendimento e para o serviço de religação. Além disso, a partir do dia 20 de dezembro entra o período de recesso do poder Judiciário, que pode dificultar ainda mais os caminhos recursais para a solução de eventual problema com a Celpa.