Home / Sem categoria / Advogado que pediu investigação de Moro é executado e suspeito é preso

Advogado que pediu investigação de Moro é executado e suspeito é preso

Igor foi um dos doze advogados que assinaram, em julho de 2019, um pedido de instauração de investigação contra o ex-juiz Sérgio Moro. Igor foi um dos doze advogados que assinaram, em julho de 2019, um pedido de instauração de investigação contra o ex-juiz Sérgio Moro. | Reprodução/Facebook Ouça esta reportagem 

Um dos suspeitos de executar o empresário Igor Martinho Kalluf, de 40 anos, e seu amigo Henrique Mendes Neto, de 38, foi preso na manhã desta sexta-feira (12) pela Polícia Civil do Paraná.

O suspeito, que não teve o nome revelado, é apontado ainda como o possível mandante do crime. Ele foi preso na casa da própria mãe, em São José dos Pinhais, região metropolitana de Curitiba. A Polícia afirma que o advogado estaria cobrando uma dívida do suspeito, que alegou não ter condições de pagá-la e por isso teria recorrido a um ‘assassino de aluguel’.

Igor foi um dos doze advogados que assinaram, em julho de 2019, um pedido de instauração de investigação contra o ex-juiz Sérgio Moro e os procuradores federais Deltan Dallagnol, Laura Tessler, Carlos Fernando dos Santos Lima e Maurício Gerum; o requerimento foi motivado por mensagens vazadas que indicavam que Moro dava orientações nas investigações da Lava Jato. Esse pedido foi arquivado.

Check Also

Polícia Militar terá 100% das viaturas trocadas por pickups

Pela primeira vez a frota de veículos da Polícia Militar destinada ao atendimento das ocorrências …