Home / Polícia / ANAPU – Testemunha de padre é atraída para emboscada e assassinada

ANAPU – Testemunha de padre é atraída para emboscada e assassinada

” Marcio Rodrigues dos Reis, 33 anos, casado, pai de 04 filhas, foi assassinado na noite da última quarta-feira (04), em uma estrada vicinal entre os municípios de Anapu e Pacajá, no Pará. Ele estava trabalhando como mototaxista e foi chamado para levar um passageiro na zona rural. Antes de chegarem ao suposto destino, o passageiro pistoleiro desferiu um golpe de faca em seu pescoço, Marcio não teve como reagir e teve morte instantânea. Seu corpo foi localizado por pessoas que trafegavam pela vicinal e avisaram a polícia civil de Pacajá.

Marcio fez parte, no ano de 2016, de um acampamento de famílias sem-terra que reivindicavam serem assentados na fazenda Santa Maria, lote 44 da Gleba Bacajá, ocupada pelo fazendeiro Silvério Albano Fernandes. O INCRA de Altamira, ingressou com uma ação judicial com o objetivo de arrecadar o imóvel alegando ser terra pública federal, ilegalmente ocupada por Silvério. A justiça federal de Altamira determinou a imissão de posse do INCRA na área mas houve recurso e o caso aguarda julgamento final no TRF1, em Brasília.

Ainda em 2016 houve um acordo entre acampados e fazendeiro, mediado pelo governo do Estado e Ouvidoria Agrária, para que as famílias permanecessem acampadas fora dos limites da propriedade, até que a justiça julgasse todos os recursos. No entanto, meses depois do acordo, um grupo de fazendeiros e pistoleiros fortemente armados, liderados por Silvério Fernandes, invadiu, ateou fogo, destruiu o acampamento e expulsou as famílias.

No dia 04 de março de 2017, um grupo de agricultores, entre eles Marcio, tentou reerguer o acampamento, mas, numa ação articulada entre Silvério Fernandes e o então delegado de polícia de Anapu, Rubens Matoso, Macio foi preso sob a acusação dos crimes de Esbulho e Posse de Arma. Em ato contínuo Silvério acusou o Padre Amaro de estar comandando a suposta ocupação da Fazenda Santa Maria. Dezenas de fazendeiros da região foram articulados para comparecerem à delegacia de polícia e prestarem depoimento ao delegado Matoso para também acusarem padre Amaro por todas as ocupações de terras ocorridas em Anapu.

Com base nessas falsas declarações, Amaro foi preso no dia 27/03/2018, através de pedido feito pelo delegado Matoso. Marcio foi pressionado pelo delegado Matoso a prestar depoimento incriminando Amaro, no entanto, ele resistiu às pressões e negou qualquer tipo de participação do Padre Amaro na suposta tentativa de ocupação da fazenda Santa Maria.

Check Also

Ex-vereador sofre infarto após receber ligação de falso sequestro

Disnei Leugi tinha 77 anos e passou mal na madrugada e morreu (Arquivo Pessoal) Acordado …