Home / Política / As mudanças na Assembleia Legislativa do Pará

As mudanças na Assembleia Legislativa do Pará

Por: Franssinete
As bancadas na Alepa abriram um leque e agora abrigarão novos partidos, como PSL, PHS, PMN, PSOl e Solidariedade. O MDB tinha oito deputados e o PSDB, seis. Agora o MDB tem seis e o PSDB, cinco. O DEM manteve três mandatos, assim como o PT, o PSD e o PR.
Há três delegados de polícia eleitos: Delegado Caveira (PP), Delegado Nilton Neves (PSL) e Delegado Toni Cunha (PTB), este da Polícia Federal e atual vice-prefeito de Marabá.
Foram reeleitos: Cilene Couto, Renato Ogawa, Dirceu Ten Caten, Thiago Araújo, Miro Sanova, Bordalo, Raimundo Santos, Júnior Hage, Eliel Faustino, Luth Rebelo, Hilton Aguiar, Eraldo Pimenta, Martinho Carmona, Ana Cunha, Chicão, Iran Lima, Dr. Wanderlan, Antonio Tonheiro (PR) e Jaques Neves.
Não conseguiram a reeleição Fernando Coimbra, Divino, Coronel Neil, Mílton Campos, Ozório Juvenil, Scaff, Soldado Tércio, Haroldo Martins, Lélio Costa e Gesmar Costa.
Júnior Ferrari, Celso Sabino, Cássio Andrade, Olival Marques, Eduardo Costa e Aírton Faleiro se elegeram deputados federais.
Márcio Miranda é candidato ao Governo do Pará e Sidney Rosa pleiteou o Senado, sem sucesso. Eliane Lima não se recandidatou, em favor de seu marido Sancler Ferreira, mas ele não conseguiu se eleger. Belo abriu mão de sua vaga e elegeu sua mulher, Diana. Chamon e Sefer não se recandidataram e elegeram seus respectivos filhos, Chamonzinho e Gustavo Sefer.

Check Also

Confira a agenda dos candidatos ao governo do Pará nesta quarta (17)

HELDER BARBALHO (MDB) 9h – Gravação de programa de rádio e televisão 15h30 – Caminhada …