Home / Ciência & Saúde / Calor extremo aumenta risco de ataque cardíaco e derrame, alerta cardiologista

Calor extremo aumenta risco de ataque cardíaco e derrame, alerta cardiologista

Chico Ferreira

As altas temperaturas vêm castigando a população do país nos últimos dias. A sensação de desconforto causada pela baixa umidade do ar traz indisposição, falta de apetite, sensação de boca seca e muito calor. Temperaturas extremas não fazem bem para a saúde e os médicos recomendam hidratação constante, uso de roupas leves e evitar exposição ao sol entre 10h e 16h. Além destes cuidados básicos, precisamos ficar atentos a outros sinais do corpo, é o que recomenda o cardiologista Augusto Vilela.

“Dias extremamente quentes como os que estamos passando elevam o risco de complicações por doenças cardiovasculares, em especial para aqueles que já apresentam algum problema cardíaco. Se a pessoa notar que está com os batimentos cardíacos acelerados, dor no peito, dor de cabeça ou tontura, é importante procurar ajuda médica, pois estes sintomas aliados ao forte calor podem indicar um risco de infarto ou AVC”, alerta.

Quando a temperatura ambiente está elevada, a pressão arterial pode cair e a frequência cardíaca aumentar, é essa combinação eleva as chances de uma pessoa que tem problemas cardíacos apresentar um quadro de saúde mais grave.

Check Also

Asteroide de 83 metros deve passar perto da Terra nesta quarta-feira

(crédito: Nasa/Divulgação) A Agência Espacial Americana (NASA) emitiu um alerta a respeito da passagem do …