Home / Polícia / Filha de PM morta com tiro se revolta com versão de suicídio e diz que mãe foi assassinada pelo marido

Filha de PM morta com tiro se revolta com versão de suicídio e diz que mãe foi assassinada pelo marido

Filha de PM morta com tiro se revolta com versão de suicídio e diz que mãe foi assassinada pelo marido - Crédito: Reprodução Redes SociaisCrédito: Reprodução Redes Sociais

Uma jovem, identificada como Marienne Melo, que se diz filha da cabo da Polícia Rodoviária Estadual (PRE), Andreza Maria da Silva Araújo, foi às redes sociais lamentar a morte da mãe.

Nas publicações, ela também demonstra revolta com a versão do marido da policial, o soldado da Polícia Militar (PM) Fagner Santos, principal suspeito do crime, de que a esposa teria atirado em seu próprio peito.

 “Minha mãe, a cabo Andreza não se suicidou. O vagabundo do marido dela, Fagner, que matou ela e agora tenta se defender inventando mentiras. Minha mãe não tinha motivos para isso, hoje ela fez planos para nós”, disse ela. “A família do soldado Fagner tenta inocentar ele. Não vou descansar enquanto não houver justiça. Ele matou, levou para o hospital e se entregou à polícia”, completou em outra publicação. 

Andreza foi baleada no tórax e morreu no Hospital Santa Maria, em Ananindeua. Segundo a Polícia Militar, ela foi levada ao local pelo próprio marido. Em seguida, ele se apresentou no 21º Batalhão em Marituba, sendo conduzido à Seccional da Polícia Civil.

Em depoimento na Divisão de Homicídios da Policial Civil, ele alegou que se tratou de suicídio. A filha da vítima ainda diz que a polícia está prestando apoio psicológico para o suspeito e dispara: “Eu quero justiça e não prr de psicólogo para um assassino”.

Check Also

Piloto suspeito de traficar é perseguido, faz pouso forçado e incendeia avião no Pará

 | Reprodução/ FAB Ouça esta reportagem  Na manhã da última sexta-feira (25), a Força Aérea Brasileira …