Home / Notícias / Forças Armadas dizem à Funai que não vão retomar buscas por avião desaparecido com indígenas

Forças Armadas dizem à Funai que não vão retomar buscas por avião desaparecido com indígenas

Avião monomotor PT-RDZ transportava sete índios Tiriyó, além do piloto — Foto: Flávia Moura/Arquivo PessoalAvião monomotor PT-RDZ transportava sete índios Tiriyó, além do piloto — Foto: Flávia Moura/Arquivo Pessoal

Avião monomotor PT-RDZ transportava sete índios Tiriyó, além do piloto — Foto: Flávia Moura/Arquivo Pessoal

O Governo Federal, através das Forças Armadas, descartaram a possibilidade de retomar qualquer tipo de busca pela aeronave de pequeno porte que desapareceu com piloto e uma família com sete indígenas em 2 de dezembro de 2018 durante um voo entre a aldeia Mataware, no Parque do Tumucumaque, e o município de Laranjal do Jari, no sul do Amapá.

A área chegou a ser sobrevoada pela Força Aérea Brasileira (FAB) e monitorada pelo Exército durante 14 dias, mas foram suspensas sem nenhum vestígio encontrado. O pedido para a continuidade da procura foi feito pela Articulação dos Povos Indígenas do Amapá e Norte do Pará (Apoianp).

Em oficio enviado à Funai, as Forças Armadas reiteraram o esforço feito, mas que não será feito nenhum novo voo em busca da aeronave desaparecida.

Check Also

TSE nega ação de Mário Couto contra políticos do Pará

O ministro Edson Fachin negou seguimento à Ação Cautelar nº 0600023-24.2019.6.00.0000,  com pedido de liminar, na qual …