Home / Notícias / Forças Armadas dizem à Funai que não vão retomar buscas por avião desaparecido com indígenas

Forças Armadas dizem à Funai que não vão retomar buscas por avião desaparecido com indígenas

Avião monomotor PT-RDZ transportava sete índios Tiriyó, além do piloto — Foto: Flávia Moura/Arquivo PessoalAvião monomotor PT-RDZ transportava sete índios Tiriyó, além do piloto — Foto: Flávia Moura/Arquivo Pessoal

Avião monomotor PT-RDZ transportava sete índios Tiriyó, além do piloto — Foto: Flávia Moura/Arquivo Pessoal

O Governo Federal, através das Forças Armadas, descartaram a possibilidade de retomar qualquer tipo de busca pela aeronave de pequeno porte que desapareceu com piloto e uma família com sete indígenas em 2 de dezembro de 2018 durante um voo entre a aldeia Mataware, no Parque do Tumucumaque, e o município de Laranjal do Jari, no sul do Amapá.

A área chegou a ser sobrevoada pela Força Aérea Brasileira (FAB) e monitorada pelo Exército durante 14 dias, mas foram suspensas sem nenhum vestígio encontrado. O pedido para a continuidade da procura foi feito pela Articulação dos Povos Indígenas do Amapá e Norte do Pará (Apoianp).

Em oficio enviado à Funai, as Forças Armadas reiteraram o esforço feito, mas que não será feito nenhum novo voo em busca da aeronave desaparecida.

Check Also

Mulher traída deixa roupas do marido em agência bancária no AC

Um vídeo chamou a atenção nas redes sociais nesta quarta-feira (21). Nas imagens, uma mulher …