Home / Política / Jader teme pela situação das universidades e faz apelo a Bolsonaro

Jader teme pela situação das universidades e faz apelo a Bolsonaro

zoom_out_map
 Divulgação

Os constantes bloqueios feitos pelo governo federal na área da Educação têm gerado enormes preocupações nas regiões mais pobres do Brasil. E não poderia ser diferente no caso do Pará, onde a maioria da população depende das escolas públicas para conseguir estudar.

Por essa razão, Jader Barbalho (MDB) voltou a questionar o governo sobre os cortes na área. Em ofício encaminhado ao próprio presidente da República, Jair Bolsonaro, o senador apela ao “espírito público” do presidente para que libere recursos, tanto para o ensino superior quanto para a educação básica, lembrando que um país que não investe na educação não tem futuro.

Jader já havia encaminhado um Requerimento de Informação ao ministro da Educação, Abraham Weintraub, solicitando esclarecimentos sobre os bloqueios feitos nos recursos das universidades federais.

Na semana passada, o senador solicitou à Consultoria de Orçamento do Senado Federal, a elaboração de um estudo sobre todos os bloqueios feitos no Ministério da Educação. O documento produzido pela consultoria mostra que, além do contingenciamento nos recursos das universidades – que totalizam o montante de R$ 2,1 bilhões – a educação básica, teve o bloqueio de pelo menos R$ 914 milhões.

“A informação sobre bloqueios na educação básica aumenta nossa preocupação. Estamos falando do futuro do Brasil. Sabemos que cortes no orçamento ocorrem, porém é necessário levar em conta que estamos iniciando um novo governo, iniciando um novo ano legislativo, e bloqueios dessa magnitude sendo colocados de forma condicionada à votação de uma matéria no Congresso Nacional, causam real alerta. Preocupa o fato de que riscos reais e sérios prejuízos possam ocorrer à sociedade brasileira e, em especial, ao povo paraense”, disse o senador.

Check Also

Prefeito de Marabá diz que vai encerrar contrato com empresas de ônibus na cidade

O Prefeito de Marabá, Sebastião Miranda, reuniu com o Sindicato dos Trabalhadores Rodoviários de Marabá …