«

»

abr 15 2018

OAB XINGUARA ENTREGA I PREMIO FREI HENRI DE DIREITOS HUMANOS.

30727417_2133135530239982_8916858100888109056_nNesta sexta-feira, 13, a OAB Xinguara, através de sua Comissão de Direitos Humanos realizou a cerimonia de premiação dos homenageados com o Prêmio Frei Henri de Direitos Humanos. Cerca de 300 pessoas de várias localidade da região, do Brasil e até de outros país prestigiaram o eventos.

30709475_2133135976906604_3568942717159342080_nAlém da premiação, foi promovido um painel que debateu a sentença condenatória da Corte Interamericana de Direitos Humanos em desfavor do Estado Brasil no caso de trabalho escravo praticado pela Fazenda Brasil Verde.

30739232_2133135236906678_7337991985023680512_nA mesa foi coordenada pelo Conselheiro Federal da OAB, pelo Estado do Tocantins, Adilar Daltoé e, os debates teve como personagens a Subprocuradora da República, Ela Viecko, a Procuradora Federal, Tatiane de Noronha Versiane, o padre e professor da UFRJ Ricardo Rezende e o coordenador da campanha nacional da CPT contra o trabalho escravo, frei Xavier Plassat. Esta vitória perante a Corte Interamericana de Direitos Humanos foi uma das últimas batalhas do frei Henri aqui no Brasil.

30709475_2133135976906604_3568942717159342080_nLogo em seguida foi feita a cerimônia de premiação dos homenageados, que se destacaram na defesa dos direitos humanos, não pela importância de seus personagem e sim pelas sua ações e trabalho realizado.

30703711_2133135243573344_3567775319278485504_nOs premiados foram a Ouvidora do Conselho de Segurança do Estado do Pará, Anna Cláudia Lins, o Juiz do Trabalho da 8ª Região, Jonatas Andrade e o fundador do Movimento Humanos Direitos (MHuD) e professor da UFRJ, padre Ricardo Rezende. A premiação foi cercada de profunda emoção, com vários depoimentos de representantes de movimentos sociais, da Ordem Dominicana, estudantis e familiares do frei Henri deram testemunho de sua luta em prol dos povos carecedores de direitos.

30727373_2133135543573314_2390308587676106752_nVários atores globais enviaram mensagem de vídeo, retransmitida em telão, parabenizando a OAB Xinguara por esta iniciativa de manter vivo o nome do frei Henri. O presidente da OAB Xinguara, Cícero Sales e o vice-presidente da OAB/PA, Jader Khawage destacaram o trabalho do frei Henri e que este prêmio nada mais era que uma simples homenagem a sua luta e que ela sirva de exemplo para outras pessoas com o mesmo sentimento de justiça. (texto: OAB/Xinguara).