87% dos brasileiros apoiam greve dos caminhoneiros, diz Datafolha

Por: G1/globo

Uma pesquisa do Datafolha divulgada nesta quarta-feira (30) mostra que 87% dos brasileiros apoiam a paralisação dos caminhoneiros, mas o mesmo percentual rejeita cortes no orçamento e aumento de imposto para atender às reivindicações da categoria.

O levantamento com 1,5 mil pessoas aponta que apenas 10% são contra a paralisação dos caminhoneiros, 2% são indiferentes e 1% não soube opinar.

Sobre a continuidade da paralisação, porém, o apoio diminui: 56% acham que ela deve continuar enquanto 42% defendem o seu fim.

A pesquisa telefônica foi feita na terça-feira (29), dia em que os bloqueios diminuíram e os caminhões começaram a circular com mais frequência nas estradas do país. A margem de erro do levantamento é de três pontos para mais ou para menos.

Lula lidera corrida presidencial em São Paulo, revela Ibope

Por: Pragmatismo PolíticoO Ibope divulgou nesta segunda-feira (28) uma pesquisa sobre as intenções de voto dos presidenciáveis no estado de São Paulo. Quem lidera a disputa é o ex-presidente Lula, seguido pelo deputado Jair Bolsonaro.
A seguir, confira os cenários avaliados na pesquisa estimulada:
CENÁRIO 1
Lula (PT): 23%
Jair Bolsonaro (PSC): 19%
Geraldo Alckmin (PSDB): 13%
Marina Silva (Rede): 9%
Ciro Gomes (PDT): 3%
Álvaro Dias (Podemos): 2%
Fernando Collor de Mello (PTC): 1%
Henrique Meirelles (MDB): 1%
João Goulart Filho (PPL): 1%
Rodrigo Maia (DEM): 1%
CENÁRIO 2 (sem Lula)
Jair Bolsonaro (PSC): 19%
Geraldo Alckmin (PSDB): 15%
Marina Silva (Rede): 11%
Ciro Gomes (PDT): 7%
Álvaro Dias (Podemos): 3%
Fernando Haddad (PT): 3%
Henrique Meirelles (MDB): 1%
Fernando Collor de Mello (PTC): 1%
João Goulart Filho (PPL): 1%
Rodrigo Maia (DEM): 1%
CENÁRIO 3 (sem Lula)
Jair Bolsonaro (PSC): 20%
Geraldo Alckmin (PSDB): 15%
Marina Silva (Rede): 12%
Ciro Gomes (PDT): 7%
Álvaro Dias (Podemos): 3%
Henrique Meirelles (MDB): 2%
Aldo Rebelo (SD): 1%
Fernando Collor de Mello (PTC): 1%
Flávio Rocha (PRB): 1%
Guilherme Boulos (PSOL): 1%

Acidente: Van tomba na BR 155 com 10 passageiros a bordo. Confira matéria e vídeo

Com informações de André

Um Van de passageiros que fazia a linha Eldorado dos Carajás a Xinguara tombou e caiu em um barranco, às margens da BR 155, hoje (29/05), por volta das 14:00, próximo ao distrito Rio Vermelho.

Cerca de 10 pessoas estavam a bordo da van. Os feridos foram encaminhados para a unidade de saúde do distrito, e não houve pessoas feridas gravemente.

De acordo com as primeiras informações, o motorista conhecido pelo apelido de “Bigode” perdeu o controle do veículo vindo a cair no barranco.

Amanhã: Servidores do judiciário vão paralisar atividades em todo o Pará

Por: Dol

Servidores do Tribunal de Justiça do Estado do Pará (TJE-PA) vão paralisar as atividades nesta quarta-feira (30), em todo o território paraense. Essa será a primeira paralisação dos serviços da Justiça estadual.

Em Belém, a manifestação dos servidores será em frente ao Fórum Cível, localizado na praça Dom Pedro II, no bairro da Cidade Velha.

Outras cinco paralisações estão programadas até o dia 28 de junho, data em que os servidores entrarão em greve por tempo indeterminado, caso a administração do TJE-PA não aceite as reivindicações.

Reivindicações

A categoria, representada pelo Sindicato dos Funcionários do Judiciário do Estado do Pará (SINDJU-PA), busca repor as perdas acumuladas nos últimos anos e exigem o reajuste de 13,72% e aumento de R$ 200 no auxílio alimentação.

Os servidores também garantem que não irão participar de mutirões judiciários e de esforços concentrados a partir de hoje.

No último dia 23 de maio, aproximadamente 400 servidores de fóruns da capital e de diversas outras comarcas do Pará, participaram da assembleia que aprovou a greve e as paralisações.

Sindicato Rural de Xinguara emite nota protestando a greve dos caminhoneiros

NOTA

O Sindicato Rural de Xinguara vem, por intermédio desta nota, manifestar sua absoluta preocupação com o fechamento das rodovias pelos caminhoneiros e ou grupos infiltrados que estão aproveitando da situação com objetivo alheio ao da classe dos transportadores de carga.

Entendemos ser legítimo o clamor da classe dos caminhoneiros, sendo que, pelo que temos acompanhado pela imprensa, os pleitos que foram encaminhados, quer seja pelos representantes da classe ou ainda da comissão dos caminhoneiros autônomos, foram atendidos
pelo Governo Federal.

A partir de então, com os pleitos deferidos, entendemos que a insistência com o bloqueio das estradas, sob argumento de pautas aleatórias, de todas as classes e ou insatisfação geral com os agentes políticos do país, sem encaminhamento objetivo, ou ainda, com o mote de derrubada do mandatário máximo da nação, não poderá ter apoio da classe produtiva rural.

Dizemos isto, porque em administração pública não existe milagre, ou seja, retirando impostos do diesel, inevitavelmente sobrecarregará outra fonte arrecadadora, sob pena
do Presidente infringir nas sanções da Lei de Responsabilidade Fiscal.

Outrossim, sem falar no desabastecimento da população que vive nas cidades, mas olhando para o campo, o Sindicato Rural vem alertar do perigo da mantença desta greve, pois da forma como está, os produtores não estão recebendo os insumos em suas fazendas, necessários para alimentar bovinos, aves, porcos, caprinos e etc.

De outro lado, considerando o grande volume de bovinos em nossa região e a interrupção dos abates por parte dos frigoríficos, ocasionará, ainda, maior oferta e fatalmente prejudicará os preços pagos pela arroba do boi, estes já com defasagem histórica.

Ademais, também externamos nossa preocupação com a possível demissão de inúmeros funcionários, na cadeia produtiva da carne, que poderão perder seus postos de trabalho, ante a imprevisibilidade do fim da greve.

Por todo o exposto, o Sindicato Rural de Xinguara vem a público clamar pelo imediato fim dos bloqueios das rodovias, por quem quer que seja que estejam obstruindo-as.

Xinguara, 29 de maio de 2018
Joel Carvalho Lobato
Presidente do Sindicato Rural de Xinguara/P

Criança de 4 anos teria sido abusada pelo bisavô em Tucumã

Uma menina de 4 nos de idade foi supostamente abusada pelo próprio bisavô, na cidade de Tucumã, na segunda-feira (28/05), por volta das 15 horas, conforme denúncia da avó da criança.

Pelo que foi declarado à polícia, o bisavô da criança teria entrado no quarto e passado a mão nela, além de beijá-la no rosto.

A avó da vítima chamou seu marido, o pai do acusado, e avisou que não queria mais o sogro morando na mesma casa e explicou por que.

Como o esposo não tomou as providências imediatas, a mulher foi falar diretamente com o sogro, que se alterou e a confusão foi grande até a chegada da polícia, que deteve o acusado e o levou para a delegacia.

Mulher denuncia ter sofrido tentativa de atropelamento proposital

 Sarah Angélica da Silva esteve na Delegacia de Polícia de Santa Maria das Barreiras, na segunda-feira (28/05), onde relatou aos policiais que fora vítima de um crime de tentativa de morte, por parte de uma mulher chamada Patrícia, fato este ocorrido no sábado (26), por volta das 23 horas.

Sarah contou em seu relato, que estava sentada na calçada de sua casa, quando uma motocicleta pilotada por Patrícia veio pra cima dela, chegando a machucar um de suas pernas. Que o veículo só não pegou em cheio, porque ela correu antes.

“Essa peitada com a moto, foi só um aviso”, disse Patrícia em tom ameaçador. Depois disso deixou o local e foi embora, deixando Sarah assustada e com medo de morrer.

Supermercados da capital registram falta de carne, frutas, verduras e legumes

Fonte: Dol

Na última sexta-feira (25), a Associação de Supermercados do Pará (Aspas) chegou a afirmar que a greve dos caminhoneiros não deveria causar grandes prejuízos aos supermercadistas e clientes no Pará, entretanto, o que se vê é a limitação da venda de produtos e falta de mercadoria.

Produtos que ainda estão nas prateleiras, segundo Jorge Portugal, presidente da Associação Paraense de Supermercados (Aspas), são aqueles que conseguiram chegar e sofreram reajuste nos preços.

Invasão de fazenda em São Félix do Xingu

Em São Félix do Xingu o dono de uma área rural denominada Fazenda Xingu III, procurou à polícia nesta segunda-feira (28/05) para registrar um boletim de ocorrência comunicando a invasão da referida área.

Ele identificou um a um os nomes dos invasores e detalhou em que áreas da fazenda cada um deles se apossaram. A propriedade fica localizada a 140 quilômetros da sede do município.

Defesa Civil alerta para o desabastecimento em Xinguara

A Defesa Civil de Xinguara, que tem como coordenador o assessor da prefeitura, Jimmy Thomas Brito, emitiu comunicado nesta terça-feira (29) sobre a real situação de Xinguara em relação à greve dos caminhoneiros, que já dura 9 dias.

Conforme o parecer, o desabastecimento é considerado crítico em alguns setores da administração pública, especialmente na saúde e educação, mas no setor privado, em alguns comércios já falta algum tipo de alimento.

Confira a o comunicado:

Educação: Ônibus escola com combustível para hoje e amanhã. Gás para merenda escolar para mais uma semana.

Saúde: pequenas cirurgias e consultas nos hospitais regionais estão sendo reagendadas, atendimentos só de emergência, medicamentos básicos com nível bom e aguenta até sábado. Todo combustível está sendo redirecionados para Samu e ambulâncias.

Limpeza pública: combustível para caminhões até quarta-feira.

Combustíveis: acabou a gasolina, o óleo diesel S10 e diesel comum. Os postos de combustíveis da cidade estão totalmente fechados.

Gás de cozinha: acabou em todos as principais distribuidoras e o preço do botijão estava sendo vendido abusivamente ao preço de 150,00. Água mineral: Nível baixo.

Alimentos: não acha mais frutas e hortaliças, o básico ainda em nível normal.