Petroleiros convocam dia de mobilização nesta segunda-feira

Por: CB

A dois dias da greve nacional de 72 horas marcada para começar à zero hora de quarta-feira, 30, a Federação Única dos Petroleiros (FUP) convocou para esta segunda-feira, dia 28, um dia de mobilização em todas as unidades da Petrobras pelo País. A ideia é que os petroleiros não assumam seus postos no turno da manhã, informou o coordenador-geral da FUP, José Maria Rangel. Mobilizações do tipo já foram feitas neste domingo, 27, em seis refinarias e duas fábricas de fertilizantes, disse Rangel.

Segundo o líder sindical, a mobilização nacional desta segunda-feira funcionará como um “esquenta” da paralisação de 72 horas decidida pela FUP em reunião na tarde de sábado, 26. A ideia para a mobilização prévia não é parar a produção, por isso, os atos deverão se concentrar nos turnos da manhã.

Para Rangel, a pauta de reivindicações “dialoga” com os pedidos feitos pelo movimento grevista dos caminhoneiros e com uma preocupação da sociedade. “A sociedade está sendo penalizada pelos preços abusivos dos combustíveis”, afirmou Rangel, completando que o objetivo de alinhar os preços dos combustíveis internacionalmente seria uma estratégia da Petrobrás para vender refinarias.

Comandante do Exército afirma que ordem é negociar para ‘evitar conflitos’ na greve dos caminhoneiros

O comandante do Exército, general Eduardo Villas Bôas, afirmou neste domingo (27) pelo Twitter que a “diretriz operacional” para atuação de militares no desbloqueio de rodovias é negociar para “evitar conflitos”.

“Desejamos, o mais rápido possível, a solução desse desafio, a fim de mitigar as dificuldades crescentes da população. “Reafirmamos como diretriz operacional o foco no bem-estar social e na perene negociação para evitar conflitos entre os atores diretamente envolvidos”, escreveu o general.

Villas Bôas informou pela rede social que se reuniu na sala do alto comando do Exército com o ministro da Defesa, general Joaquim Silva e Luna, e outros militares para uma vídeo-conferência com responsáveis por áreas de atuação na “solução da ‘greve dos caminhoneiros’.

Empresário diz ser dono dos R$ 51 milhões atribuídos ao ex-ministro Geddel

  • Fonte: UOL

Até hoje, quase nove meses depois da apreensão pela Polícia Federal de mais de R$ 51 milhões em dinheiro em um apartamento em Salvador, os irmãos Geddel e Lúcio Vieira Lima não reivindicaram a propriedade nem deram explicações sobre a origem da fortuna.

Demorou, mas o suposto “dono” da fortuna finalmente apareceu. Contrariando a Procuradoria-Geral da República, que afirma em denúncia que o dinheiro tem origem em propinas da construtora Odebrecht, o empresário baiano Carmerino Conceição de Souza acha que é dele.

E diz mais: os R$ 51 milhões apreendidos no âmbito da operação Tesouro Perdido, em setembro, seriam parte de um montante de R$ 65 milhões que ele afirma ter repassado em dinheiro a um intermediário de Geddel – e do qual não recebeu a contrapartida acertada com o ex-ministro, uma carta-fiança da Caixa Econômica Federal para fundamentar um pedido de financiamento no valor de R$ 110 milhões junto ao BNDES. “Até hoje, não houve a aplicação”, disse.

Segundo Carmerino, a negociação foi acertada pessoalmente com Geddel “no final de 2012 ou início de 2013”, quando o ex-ministro era vice-presidente de Pessoa Jurídica da Caixa.

Carmerino afirma “acreditar” que tenha os recibos dessa transação. “De qualquer forma, deve ter imagem de câmeras de segurança mostrando as entregas dos malotes. Já pedi isso à Caixa, mas eles não me atendem. Quando chego lá, parece que sou um fantasma.”

A Polícia Federal e a Procuradoria irão investigar se o dinheiro realmente pertence ao empresário, ou se Carmerino é apenas um laranja, usado pelos políticos para recuperar o dinheiro de forma legal.

Caminhoneiros completam sete dias parados e rodovias do Pará seguem parcialmente bloqueadas

Por: G1/Pará

A Polícia Rodoviária Federal (PRF) confirmou 11 pontos de interdições parciais em rodovias federais paraenses, na manhã deste domingo (27). Primeira proposta do Governo Federal e de representantes da categoria, não deu fim as manifestações e a Secretaria de Governo estuda novas negociações.Nas rodovias estaduais, a Polícia Rodoviária do Estado confirma mais seis pontos de interdições. Além da região metropolitana de Belém, protestos atingem o nordeste e o sudeste do Pará. Manifestações chegam ao sétimo dia e afetam o abastecimento de supermercados, postos de combustíveis e outros serviços essenciais.

Os 11 pontos de bloqueios acompanhados pela PRF acontecem em seis BRs diferentes: o km 248 da BR-155, em Eldorado dos Carajás; os km 19, 25 e 27 na BR-316 nos dois sentidos, em Benevides; o km 128 da BR-230, em Marabá; o km 340 da BR-155, também em Marabá; o km 150 da BR-316, em Capanema; o km 274 da BR-010, em Mãe do Rio; o km 202 da BR-316, em Santa Luzia; e o km 778 da BR-158, em Santana do Araguaia, e BR 155 em Xinguara. Os caminhoneiros só deixam passar carros pequenos, ambulâncias e veículos com produtos perecíveis.

Já dos seis bloqueios monitorados pela PRE, dois são totais. Em Parauapebas, a PA-160, na saída de Canaã e em Goianésia, no km240 da PA-150 as interdições impedem qualquer veículo de passar. São registradas interdições parciais no km 100 da PA-275, em Parauapebas; no km 69 da PA-483, em Abaetetuba; no km 25 da PA-391, em Mosqueiro; e no km 12 da PA-256, em Paragominas.

Real Madri bate o Liverpool e conquista a Champions pela 13ª vez

Por: G1/Globo

Todos esperavam por Salah ou Cristiano Ronaldo, mas, para o bem ou para o mal, três jogadores que não estarão na Copa do Mundo foram os nomes da final da Liga dos Campeões. Benzema, preterido pela seleção francesa, e Bale, que não estará na Rússia com o País de Gales, garantiram a vitória por 3 a 1 sobre o Liverpool que deu o 13º título europeu ao Real Madrid, o terceiro em sequência. O outro nome da noite deste sábado em Kiev foi o goleiro dos Reds, Karius, responsável por duas falhas clamorosas, decisivas para o triunfo merengue. Já o melhor jogador do mundo teve atuação apagada, enquanto egípcio saiu machucado no primeiro tempo.

O Madrid amplia sua realeza na Europa. São 13 títulos no torneio mais importante do continente, três em sequência. O Milan, segundo maior vencedor, tem sete “Orelhudas”, enquanto o Liverpool, que não vence um troféu de peso desde a Champions de 2005, permanece com cinco – empatado em terceiro ao lado do Bayern de Munique.

Cristiano Ronaldo teve uma atuação apagada em Kiev, mas conquistou seu quinto título da Liga dos Campeões. São quatro pelo clube merengue e um pelo Manchester United, o que faz do português o jogador em atividade com mais taças da competição. Agora, ele entra em um grupo restrito de pentacampeões da Champions, mas ainda fica a um título do recordista Gento (vencedor seis vezes com a camisa do Real Madrid entre as décadas de 50 e 60).

Nove adolescentes morrem em incêndio no centro de internação em Goiânia

Por: G1/Goiás

O incêndio aconteceu no fim da manhã de sexta-feira (26), no Centro de Internação Provisória do 7º Batalhão da Polícia Militar em Goiânia. Nove adolescentes morreram. Outro garoto também ficou ferido, mas sobreviveu e, segundo boletim médico divulgado neste sábado (26), ele está internado em estado grave no Hospital de Urgências Governador Otávio Lage de Siqueira (Hugol).

Incêndio

Segundo o Corpo de Bombeiros, os adolescentes atearam fogo a um colchão enrolado na grade de um dos alojamentos da Ala A. O Corpo de Bombeiros informou que foi acionado às 11h27 e enviou quatro caminhões para apagar as chamas e resgatar feridos.

O defensor público Tiago Gregório Fernandes esteve no local do incêndio e informou que não havia ventilação nos alojamentos e que o fogo teria sido provocado pelos próprios internos.

“O que a gente ouviu é que os adolescente protestavam contra uma possível transferência e em relação a insalubridade do alojamento”, afirmou.

Na cela cabem 4 adolescente e tinha 11. Por sorte, um dos adolescentes que estava lá dentro havia deixado a cela, se não seria mais um morto. Não havia extintores disponíveis na hora

corpos foram retirados após os procedimentos legais. A Superintendência de Política Técnico-Científica coletou materiais e elementos que vão subsidiar os laudos técnicos. A Polícia Civil, por meio da Delegacia Estadual de Investigação de Homicídios (DIH) e Delegacia de Apuração de Atos Infracionais (Depais), esteve no local para as providências iniciais. A conclusão dos trabalhos será apresentada oportunamente.

País tem quase 90% da produção de carne paralisada, diz ABPA

Por: EM notícias

Devido à greve dos caminhoneiros, as indústrias de carnes bovina, suína e de aves começaram esta sexta-feira com 90% da produção de proteína nacional paralisada.

A Associação Brasileira das Indústrias Exportadoras de Carne (ABIEC) e a Associação Brasileira de Proteína Animal (ABPA) ainda estão levantando os dados, mas a ABPA confirma que o índice está próximo a esse patamar.

A entidade registra 152 plantas de aves e suínos paralisadas e 220 mil trabalhadores com as atividades suspensas em todo o país. O índice, contudo, pode ser ainda maior.

A Associação Brasileira de Proteína Animal informa ainda que, apesar das solicitações, há relatos de bloqueios nas estradas que ainda não estão permitindo a passagem de veículos com ração e carga viva. Nesta quinta-feira, a entidade comunicou que já estava sendo realizado racionamento de ração e abate sanitário.

Ao todo, o setor de proteína animal emprega mais de 7 milhões de pessoas e é responsável pela produção de mais de 25 milhões de toneladas de alimento por ano.

Greve dos caminhoneiros já traz desabastecimento em Xinguara

Como está ocorrendo em todo país por causa da greve dos caminhoneiros, o desabastecimento em Xinguara já é notado. Começa a faltar combustíveis em alguns postos, gás de cozinha nas revendas, produtos hortifrutigranjeiros nos supermercados e frutarias, e outros produtos essenciais à população.

O presidente da Associação Comercial e Empresarial de Xinguara (ACIAPA), Alfredo Soffa, em contato por telefone com este site, confirmou que a greve dos caminhoneiros traz realmente o temor do desabastecimento na cidade, e citou que os setores mais prejudicados até agora são os citados nesta reportagem:  combustíveis, gás de cozinha, e hortifrúti.

Apesar da situação, o clima, por ora, em Xinguara ainda não é tão preocupante. Não há, por exemplo, a necessidade de pessoas saírem de suas casas para comprar e estocar alimentos, e nem de se desesperar com a situação da greve dos caminhoneiros.

Mulher é estuprada por desconhecido em Canaã dos Carajás

Uma mulher foi violentada sexualmente na sexta-feira (25/05), por volta das 7 horas da manhã, em Canaã dos Carajás, por um elemento desconhecido que estava de moto e usava capacete.

A mulher relatou que estava indo sozinha a pé para seu local de trabalho, quando foi abordada por um indivíduo desconhecido, que usando uma faca, obrigou ela a montar na garupa da motocicleta e indo parar numa rua de pouco movimentos de pessoas.

A vítima confessou que foi estuprada pelo desconhecido que ainda a obrigou a atos libidinosos à luz do dia com ele, antes de fazê-la montar novamente na garupa da motocicleta e abandoná-la em um bairro perto da casa dela.

Marabá fecha estrada e faz movimento em favor dos caminhoneiros

Por: Dol

Os motoristas de táxi-lotação em Marabá, sudeste do Pará, realizaram na tarde de ontem (25) um protesto em apoio aos caminhoneiros e mototaxistas que se encontram na BR-155, bloqueando a passagem de caminhões.

Eles promoveram uma carreata iniciada pela rodovia BR-230, percorrendo várias ruas do Núcleo Cidade Nova e Nova Marabá. O ponto final foi no bloqueio da BR-155, próximo ao Distrito Industrial. “Nós também sentimos na pele. 70% do nosso lucro é combustível e os taxistas não aguentam, o povo não aguenta mais”, disse Rogério Soares, presidente da associação de Motorista de Táxi-Lotação de Marabá.

A previsão é de que a gasolina acabe neste sábado (26), em todos os postos de combustíveis de Marabá. “A média de duração de um posto é três dias, alguns estavam com um dia de estoque, com certeza hoje, à noite, acaba o estoque de gasolina”, disse Cyro Tida, do Sindicombustíveis em Marabá