Beto Salame será representante do governador Helder em Brasília

O ex-deputado federal Beto Salame acaba de ser nomeado pelo governador Helder Barbalho para a Representação do Governo do Pará em Brasília. Beto que é presidente do Partido Progressista (PP) não conseguiu se reeleger no pleito de 2018, apesar de ter sido bem votado com mais de 65 mil votos. Com a nomeação de Beto, as regiões sul e sudeste do Pará, onde ele tinha grande representatividade como deputado, continuarão tendo um bom representante estadual no governo de Helder Barbalho, em Brasília.

Cuba denuncia que EUA já prepara tropa para `aventura militar` na Venezeuela

O governo cubano emitiu nesta quarta-feira (13) declaração oficial em que denuncia a escalada de pressões e ações do governo dos Estados Unidos para preparar uma aventura militar disfarçada de “intervenção humanitária” na Venezuela; o documento do governo cubano narra que “entre 6 e 10 de fevereiro de 2019, foram realizados voos de aviões de transporte militar para o Aeroporto Rafael Miranda de Porto Rico, a Base Aérea de San Isidro, na República Dominicana e para outras ilhas do Caribe estrategicamente localizadas, que se originaram em instalações militares estadunidenses a partir das quais operam unidades de Forças de Operações Especiais e da Infantaria de Marinha que são utilizadas para ações secretas, inclusive contra líderes de outros países”

Lucro do Banco do Brasil cresce 16,8% em 2018 e chega a R$ 12,8 bilhões

Fachada do Banco do Brasil em Petrópolis — Foto: Marco Oddone / Divulgação

Fachada do Banco do Brasil em Petrópolis — Foto: Marco Oddone / Divulgação

O Banco do Brasil registrou lucro líquido contábil de R$ 12,8 bilhões em 2018. O resultado representa um aumento de 16,8% na comparação com 2017, quando a instituição lucrou R$ 11 bilhões.

No quarto trimestre, o lucro líquido foi de R$ 3,803 bilhões, um aumento de 22,3% na comparação com o mesmo trimestre de 2017.

Já o lucro líquido ajustado do banco, que exclui itens extraordinários, somou 3,845 bilhões no quarto trimestre, valor 20,6% maior se comparado ao mesmo período de 2017.

Airbus anuncia fim da produção do superjumbo A380

Foto de arquivo de junho de 2009 mostra um Airbus A380 pousando em Paris, na França — Foto: Pierre Verdy/AFP

Foto de arquivo de junho de 2009 mostra um Airbus A380 pousando em Paris, na França — Foto: Pierre Verdy/AFP

A Airbus anunciou que vai parar de produzir o A380, o maior avião de passageiros do mundo, informam as agências internacionais de notícias nesta quinta-feira (14). O último modelo será entregue em 2021.

A gigante da aviação decidiu encerrar a fabricação do superjumbo após seu maior cliente dessa aeronave, a Emirates, reduzir pedidos e substituí-los por modelos menores e mais econômicos.

“Não temos nenhuma base para sustentar a produção, apesar de todos os nossos esforços de vendas para outras companhias aéreas nos últimos anos”, disse Tom Enders, CEO da Airbus, segundo informa a rede “CNN”.

Moro diz que suspeitas sobre ‘laranjas’ do PSL serão apuradas e eventuais culpados serão responsabilizados

O ministro da Justiça, Sérgio Moro, disse nesta quinta-feira (14) que a suspeita de que o PSL, partido do presidente Jair Bolsonaro, tenha financiado candidaturas “laranjas” está sendo apurada e que “eventuais responsabilidades” serão “definidas” após as investigações.

No último fim de semana, o jornal “Folha de S. Paulo” informou que o PSL repassou R$ 400 mil a uma candidata a deputada federal em Pernambuco que teve 274 votos, três dias antes da eleição. Segundo o jornal, isso é indício de uma candidatura “laranja”, de fachada.

Na semana passada, outra reportagem do jornal apontou que o ministro do Turismo, Marcelo Álvaro Antônio (PSL), direcionou verbas de campanha a quatro candidatas em Minas que também são suspeitas de serem laranjas.

Em entrevista à TV Record na quarta-feira (13), Bolsonaro disse que mandou a Polícia Federal investigar as suspeitas.

Maju Coutinho será a primeira negra a apresentar o Jornal Nacional

A jornalista Maria Júlia Coutinho será a primeira jornalista negra a apresentar o Jornal Nacional, da Globo, no próximo sábado (16/2). A informação foi publicada pela jornalista Patrícia Kogut. Conhecida como Maju, ela iniciou sua carreira no Jornal da Cultura, na TV Cultura, assim como noticiou a previsão do tempo do Hora Um da Notícia, do Bom Dia Brasil, e do Jornal Nacional.

Por muitos anos, O JN foi apresentado por uma dupla de homens: Cid Moreira e Sérgio Chapelin. A primeira mulher a apresentar o noticiário foi Márcia Mendes, que ingressou no programa como substituta. Já a primeira âncora feminina do jornal foi Valéria Monteiro, que assumiu a função em 1992 e permaneceu à frente da atração até 1993. Então, desde 1996, o JN tem uma dupla formada por homem e mulher como titulares do programa.

Policiais acusados de integrar milícias no PA negam crimes à Justiça Militar

Os policiais Heleno Arnaud Carmo de Lima, conhecido como “Cabo Leno”, e Reutman Coelho Spíndola foram ouvidos pela Justiça Militar nesta quarta-feira (13), em Belém. Os dois são acusados de integrar um grupo de extermínio envolvido em uma onda de crimes que resultou na morte de 27 pessoas em 2017. Em depoimento, eles negaram as acusações.

Segundo o promotor Armando Brasil, uma nova audiência deve ser marcada com o sargento Romero Guedes Lima, que não compareceu.

A Justiça Militar informou que ainda é preciso concluir algumas diligências sobre o caso para então marcar o julgamento dos policiais acusados.

O “Cabo Leno”, que seria líder de uma milícia, foi preso no dia 30 de janeiro, após novas evidências de que teria voltado às práticas criminosas em grupos de extermínio, além de ameaças indiretas a agentes públicos. Recentemente, ele publicou nas redes sociais vídeos e áudios ameaçando agentes públicos da segurança.

Além do Cabo Leno, foram denunciados os cabos Romero Guedes Lima e Wesley Favacho Chagas, o subtenente Marcos Antônio dos Santos Cardoso, e os soldados Reutman Coelho Spindola e Michel Megaron Nascimento.

Municípios tem a maior frota de veículos do sul do Estado

Redenção, Tucumã e Xinguara têm mais carro por habitante do Pará. Por conta desse número alto de veículos transitando pela cidade, o prefeito de Redenção, Carlo Iavé, determinou ao Departamento Municipal de Trânsito e Tráfego (DMTT), solução na humanização do trânsito.

A resposta veio rápida, pois na quarta-feira (13), houve uma reunião, em Redenção, entre os representantes do DMTT, CETRAN e Polícia Militar tratando sobre um convênio que trará maior segurança ao trânsito de Redenção.

MAIS

Esses municípios têm em comum o fato de serem grandes praças de pecuaristas oriundos dos estados de Goiás, Mato Grosso e Minas Gerais, com forte apelo por veículos do tipo caminhonete para enfrentar as adversidades climáticas e geográficas da Amazônia paraense.

Redenção, por exemplo, é apenas o 19º município mais populoso do Pará, mas sua frota é a 8ª maior. Além disso, seu número de caminhonetes em circulação supera em mais de 700 unidades a frota desse mesmo tipo de veículos de Castanhal, que tem duas vezes e meia mais habitantes.

NÚMEROS
Redenção (população 83.997 – frota de veículos 60.994), Tucumã (população 39.059 – frota 25.450), Xinguara (população 44.410 – frota 28.325), Rio Maria (população 18.186 – frota 7.930) e Ourilândia (população 32.319 – frota 12.568).
(Otávio Araújo, com fonte do blog do Zé Dudu)
Foto: Reprodução

Bolsonaro diz que hoje “bate o martelo” sobre reforma da Previdência

Alan Santos / Agência Brasil

O presidente Jair Bolsonaro disse que pretende “bater o martelo” nesta quinta-feira (14) sobre a proposta da reforma da Previdência que será encaminhada pelo governo federal ao Congresso. Segundo ele, será fixada a idade mínima de 62 ou 65 anos para homens e 57 ou 60 anos para mulheres, incluindo um período de transição.

A definição depende de uma reunião que Bolsonaro terá à tarde com a equipe econômica. Ele também afirmou que as regras aplicadas às Forças Armadas serão estendidas aos policiais militares e bombeiros.

“Eu não gostaria de fazer a reforma da Previdência, mas sou obrigado a fazer, do contrário o Brasil quebrará em 2022 ou 2023”, afirmou o presidente em entrevista exclusiva à TV Record na noite de quarta-feira (13).

Mourão aconselhado a demonstrar fidelidade a bolsonaro

Valter Campanato - ABRO vice-presidente Hamilton Mourão foi aconselhado por assessores a manifestar publicamente posições de uma forma mais sutil que demonstrem fidelidade ao presidente Jair Bolsonaro. O núcleo familiar do governo estaria insatisfeito com o protagonismo do general neste começo de mandato; o chefe do Planalto tem um filho na Câmara, o deputado federal Eduardo Bolsonaro (PSL-SP), e um no senado, Flávio Bolsonaro (PSL-RJ); declarações sobre a imprensa, a Venezuela e a mudança de embaixada da Palestina em Brasília mostraram a falta de afinidade entre Mourão e o presidente