SERRA PELADA – Garimpeiros acusam Vale de extrair ouro por túneis subterrâneos; empresa nega

Um grupo de garimpeiros da região de Serra Pelada acusa a empresa Vale do Rio Doce de supostamente invadir a sua propriedade através de túneis subterrâneos com o objetivo de extrair minérios e vender para fora do País sem prestar contas ao governo. Ontem, em Brasília, representantes da Cooperativa de Mineração dos Garimpeiros de Serra Pelada (Coomigasp) pediram pessoalmente ao presidente Jair Bolsonaro por uma intervenção das Forças Armadas no local.

“Esta área pertence aos garimpeiros. A companhia Vale do Rio Doce recebeu US$ 70 milhões para sair de lá. Só que ela saiu, mas está bem do lado, fazendo um buraco que se chama Projeto Serra Leste, está mandando para fora do Brasil, falando que é ferro, só que ela está levando é ouro e não está sendo prestado conta”, disse o líder da Coomigasp, Jonas Andrade.

Segundo Jonas, a Vale estaria colocando terra em vagões de trens para levar minérios ilegalmente até o porto e depois enviá-los para a China. “Por isso que nós estamos pedindo ao Exército Brasileiro a demarcação de nossa terra, porque a Vale pode estar dentro de nossa terra através de túneis para tirar o nosso minério”, justificou.

Facada na Magistratura

É muito grave o clima de intolerância e ódio que vem maculando com violência as ruas e as redes sociais do Brasil. O ataque armado de um procurador da Fazenda Nacional a uma juíza do Tribunal Regional Federal da 3.ª Região, ontem, não é fato isolado. Está acontecendo uma espécie de surto coletivo, as pessoas estão adoecidas – inclusive as autoridades que deveriam representar a sociedade com serenidade e os altos ideais de justiça e paz – e tentam resolver suas angústias através das armas.
Os atos tiveram sequência cinematográfica e por um triz não culminaram em um banho de sangue. O procurador Matheus Carneiro Assunção(foto) entrou nas dependências da Corte para participar do “II Congresso de Combate à Corrupção na Administração Pública” com uma faca de cozinha escondida em suas roupas. Após deixar o evento em meio ao público, despachou com a desembargadora federal Cecília Marcondes, já visivelmente alterado emocionalmente. De lá foi ao gabinete do desembargador Fábio Prieto, mas não o encontrou porque o magistrado presidia uma sessão de julgamento. Ensandecido, desceu as escadas e invadiu a sala que fica imediatamente abaixo, do desembargador Paulo Fontes, onde encontrou a juíza federal Louise Filgueiras, convocada para atuar em substituição ao magistrado em suas férias, e tentou esfaqueá-la.
Ela conseguiu se desviar, foi ferida de raspão e se protegeu atrás de um móvel. Ele jogou uma jarra de vidro na direção da juíza, e felizmente errou o alvo. O barulho da jarra quebrando chamou a atenção dos assessores, que acudiram a juíza, imobilizaram o agressor e acionaram a Secretaria de Segurança Institucional e a Polícia Federal. Agentes da PF periciaram o local e o prenderam em flagrante.
A juíza Louise Filgueiras sofreu corte superficial no pescoço, foi atendida pelos médicos do próprio Tribunal e passa bem. Em nota, o TRF3 lamentou profundamente o ocorrido, e garantiu que tomará as medidas necessárias para a minuciosa apuração. O advogado-geral da União determinou imediata abertura de sindicância no âmbito da instituição. A Ajufe divulgou nota oficial asseverando que a magistratura carece de um mínimo de tranquilidade para trabalhar em paz e que o momento político, com a interdição do diálogo e a polarização ideológica, contribui para o acirramento dos ânimos e desrespeito crescente às instituições.

A nação está escandalizada

Em um País em que a corrupção e a desigualdade se deram as mãos para aprofundar o abismo social e a miséria, a população assiste, estarrecida, às declarações do ex-procurador-geral da República Rodrigo Janot de que chegou a ir armado a uma sessão do Supremo Tribunal Federal com o objetivo de matar o ministro Gilmar Mendes e em seguida se suicidar. Um chefiou o Ministério Público Federal e o outro o STF. Ambos protagonizaram insultos recíprocos à exaustão, publicamente. Não bastaram as brigas rasteiras em plena sessão da Suprema Corte, transmitidas ao vivo. Não foram suficientes as expressões chulas de altas autoridades e as decisões odiosas, gerando repúdio dos cidadãos em escala planetária. Ainda tinham que vilipendiar mais. Precisavam tirar as esperanças do povo brasileiro, que agora tem a nítida certeza de que falta, no mínimo, serenidade àqueles que debatem e julgam os temas mais caros à dignidade humana, à Democracia e ao Estado de Direito no Brasil. Janot vai lançar na semana que vem o livro “Nada Menos que tudo”, revelando fatos nada republicanos que se passaram nas altas esferas dos poderes da República. Já se sabe que será um tremendo sucesso editorial. É mesmo o triste retrato do Brasil. Como é que o cidadão comum vai acreditar na Justiça e no devido processo legal se os que vão cuidar do processo preferem resolver as controvérsias de armas na mão?!
A serenidade como equilíbrio, afabilidade, humildade, modéstia e tolerância é necessariamente vinculada à não-violência. Norberto Bobbio, em seu “Elogio da serenidade e outros escritos morais”, aborda um grande conjunto de questões sensíveis ao estudo da Ética e do Direito. Para o grande cientista político, a serenidade opõe-se à insolência, que é a ostentação da arrogância. O prepotente exerce sua força esmagando os outros e utilizando abusos e excessos. O sereno é aquele que deixa o outro ser a seu modo. Não estabelece contato com o propósito de entrar em conflito, pois é num mundo sem esse tipo de história que gostaria de viver. O sereno rejeita a destrutividade do confronto por aversão ou por perceber a inutilidade dos fins que resultariam disso. Bobbio diz que é melhor uma liberdade em perigo, mas expansiva, do que uma liberdade protegida, mas incapaz de evoluir. Nesse sentido, a tolerância é um método que implica na persuasão daqueles que pensam diferentemente de nós. Não é um método de imposição. Por isso, excluir certas ideias consideradas criticáveis pode ser perigoso, por abrir espaço à limitação da liberdade de expressão, seja qual for a postura moral ou política que alguém possa ter. Impor homogeneidade sempre leva ao autoritarismo.
Sêneca, filósofo, dramaturgo e político, foi mestre na arte de escrever textos filosóficos. Em “Da tranquilidade da alma, Da vida retirada e Da felicidade”, três tratados morais, traz um diálogo entre o autor e seu discípulo Sereno, que lhe pede conselhos para aplacar a angústia interior e chegar a um estado de alma sossegada. Sereno quer saber como manter-se calmo diante das desgraças, baixezas e injustiças que testemunha todos os dias. Sêneca, também autor de “Aprendendo a viver” e “Sobre a brevidade da vida”, refletiu sobre as mais profundas contradições da condição humana.

Polícia prende homem que matou irmão em Parauapebas

Cláudio José Pinto Silva foi preso em flagrante pela Polícia Civil acusado de assassinar o próprio irmão, Lucas chagas Pintos Silva. A prisão foi realizada no bairro do Ipiranga, em Parauapebas, sudeste paraense, por policiais civis da Seccional Urbana do município. O crime ocorreu na semana no último dia 24. lucas foi vítima de esfaqueamento.

Segundo o delegado Gabriel Henrique Costa, titular da Seccional, após tomar conhecimento do crime, policiais civis passaram a investigar o homicídio. Nas apurações iniciais, os policiais souberam que Lucas morreu após dar entrada no Hospital Municipal de Parauapebas.

Logo nos primeiros levantamentos, os policiais civis chegaram à identidade do acusado e descobriram que Cláudio era o responsável pela morte do irmão. Ele foi localizado e preso na noite da última quarta-feira, um dia depois do crime.

Em depoimento, ele confessou o assassinato do irmão. A motivação do homicídio, no entanto, ainda está sob apuração da polícia. Por conta das provas do crime, ele foi autuado em flagrante por homicídio qualificado e está à disposição da Justiça.

Campanha Nacional de Vacinação contra o Sarampo é lançada no Pará

Ary Souza

Crianças, de 6 meses a 5 anos incompletos, e jovens, de 20 a 29, que não comprovarem as duas doses da vacina são o público alvo da Campanha Nacional de Vacinação contra o Sarampo. A ação foi deslanchada na manhã desta sexta-feira (27), quando o governador Helder Barbalho lançou o “Dia D” de mobilização, no Centro de Saúde Escola, da Universidade do Estado do Pará, no bairro do Marco, em Belém.

Helder ressaltou a importância da vacinação para evitar surto da doença no Pará. Ele destacou também que a campanha foi antecipada no Estado devido à chegada do Círio de Nazaré, quando Belém deve receber 83 mil turistas de dentro e fora do Brasil.

TUDO VIRA ZOAÇÃO Janot armado para matar Gilmar Mendes vira meme: ‘Pistoleiro Geral da República’

 |

Oex-procurador-geral da República Rodrigo Janot está dando o que falar nas redes sociais. Seu nome foi parar na lista de assuntos mais comentados do Twitter nesta sexta-feira (27) após ele afirmar à Folha de S.Paulo que entrou no Supremo Tribunal Federal armado com uma pistola.

A intenção de Janot na ocasião era matar o ministro Gilmar Mendes por causa de insinuações que ele teria feito sobre sua filha em 2017. Em entrevistas à revista Veja e ao jornal O Estado de S. Paulo, acrescentou que pretendia se suicidar depois de matar Gilmar.

Surpreso com a declaração, Gilmar Mendes sugeriu um tratamento psiquiátrico ao ex-procurador.

O fato é que a afirmação movimentou os internautas, que designaram a Rodrigo Janot uma nova função: “Pistoleiro-Geral da República”. E memes, é claro.

Justiça intima candidato que gastou verba de campanha com cerveja

 | Reprodução

Claudinei Rodrigues dos Santos, candidato a deputado federal pelo PSOL em Sergipe, nas últimas eleições, precisa prestar contas com a Justiça Eleitoral.  Conhecido como Passo Preto, ele foi intimado as esclarecer algumas situações que ocorreram na sua campanha.

Ele conseguiu 376 votos na eleição em 2018 “pagando cerveja para os amigos”.

“Como é que eu vou prestar conta de um dinheiro pouco que eu sabia que não ganhava nem para vereador, imagina para deputado federal, se os bares que eu frequentei pagando cerveja para os meus amigos não davam nota fiscal?”, disse no vídeo.

O então candidato disse que foram “45 dias de campanha só bebendo cerveja”. “Eu to sem saber o que fazer aqui. A juíza já mandou me chamar”, afirmou.

Estudos ligam periodontite a outros problemas, como hipertensão e câncer

No ranking das doenças não transmissíveis mais prevalentes no globo, as que afetam a cavidade oral ocupam o primeiro lugar, de acordo com a Organização Mundial da Saúde (OMS). São ao menos 3,58 bilhões de pessoas com algum tipo de problema na boca. Um dos mais graves é a periodontite, processo inflamatório que afeta os tecidos de suporte dos dentes e é causado por bactérias que aderem e crescem na superfície dentária. Em consequência, o sistema imunológico deflagra uma resposta bastante agressiva. O resultado é a perda progressiva de ossos e da dentição. A estimativa é de que 35% da população mundial tenha a forma moderada da doença, e 11%, a severa.
Os malefícios da periodontite não se encerram na boca. Enquanto especialistas já conheciam a associação entre ela e o diabetes, além da doença coronariana (Leia mais amanhã), pesquisas recentes têm encontrado relação do processo inflamatório com numerosas condições, incluindo artrite reumatoide, resistência à insulina, Alzheimer, alguns tipos de câncer, males respiratórios e disfunção erétil, entre outros.

Padre é encontrado morto e amarrado em paróquia ao lado de colégio Marista

 | Reprodução Facebook

Uma paróquia anexada ao colégio Marista, no Distrito Federal, foi palco de um crime violento na noite deste sábado (21): o padre Kazimierz Wojno foi achado morto, com pés e mãos amarrados e com um arame farpado enrolado no pescoço. O religioso havia acabado de celebrar uma missa, às 18h30.

De acordo com informações do portal Metrópoles, após a missa, o padre Wojno foi fiscalizar uma obra que era realizada no terreno da paróquia Nossa Senhora da Saúde. O caseiro do local – José Gonzaga da Costa, de 39 anos – também foi feito de refém pelos assaltantes. José sofreu ferimentos nos braços e nas mãos, mas conseguiu gritar por socorro, assustando os ladrões.

Os criminosos levaram diversos pertences e reviraram o cofre da paróquia.  O corpo do padre foi encontrado do lado de fora da casa paroquial, que fica nos fundos da igreja.

A polícia acredita que ele tenha sido morto dentro da residência e arrastado para o lado de fora posteriormente. Somente a perícia da Polícia Civil poderá confirmar as suspeitas.

Emoção e homenagens marcam velório e enterro do repórter da TV Liberal José Neves em Parauapebas

Morre jornalista José Neves da TV Liberal de Parauapebas — Foto: Arquivo PessoalMorre jornalista José Neves da TV Liberal de Parauapebas — Foto: Arquivo Pessoal

Morre jornalista José Neves da TV Liberal de Parauapebas — Foto: Arquivo Pessoal

Amigos, parentes e autoridades prestaram as últimas homenagens ao jornalista José Neves que morreu na madrugada de sábado (21), após complicações cardíacas por conta de uma pneumonia aguda. O velório aconteceu neste domingo (22) às 9h da manhã na Loja Maçônica do município de Parauapebas, sudeste do Pará. O corpo do repórter foi enterrado por volta das 11h no cemitério Jardim da Saudade.

O corpo do repórter saiu em cortejo pelas ruas da cidade no carro do Corpo de Bombeiros. Amigos, colegas de trabalho e admiradores conquistados ao longo dos anos de jornalismo se emocionaram. Eles usavam camisas estampadas com a foto de Neves como uma forma de uma última despedida. O momento marcante do cortejo foi quando o carro parou em frente à sede da TV Liberal. Uma chuva de balões brancos foi realizada para dar o último adeus a esse repórter que conseguiu deixar o seu legado na TV.

O prefeito Darci José Lermen decretou luto oficial de três dias no município em função do falecimento do Jornalista. ” Neves sempre foi muito simples e respeitado por todos. Considerado um profissional de comunicação exemplar, dedicou-se com fervor em cada pauta, levando a milhares de lares a informação precisa dos fatos”, disse o prefeito em nota.