Ídolo corintiano, meia Danilo é anunciado pelo Vila Nova-GO

Danilo já posou com a camisa do Vila Nova-GO, rival do clube que o revelou

Ídolo da torcida corintiana, um dos principais responsáveis pelos títulos da Copa Libertadores e do Mundial de Clubes de 2012, o meia Danilo vai jogar a temporada de 2019 pelo Vila Nova-GO. O anúncio do clube goiano foi feito nesta segunda-feira (24) pelas redes sociais.

“Com grande satisfação, anunciamos nosso mais novo reforço para 2019: o multicampeão e artilheiro Danilo. Seja muito bem-vindo ao Vila Nova”, diz o comunicado da equipe alvirrubra de Goiânia.

Funai pede reforço após ataque a base de proteção a índios isolados

Funai pede reforços para índios de área isolada

A Funai (Fundação Nacional do Índio) pediu reforço da Polícia Militar do Amazonas e do Exército depois que homens armados atacaram uma base de proteção a índios isolados da Terra Indígena Vale do Javari, no oeste do estado do Amazonas, próximo à fronteira com o Peru.

Em nota divulgada nesta segunda-feira (24), a Funai confirmou que na madrugada do último sábado (22) homens não identificados alvejaram um flutuante da fundação e trocaram tiros com policiais militares que participavam de uma operação de rotina para coibir a ação ilegal de caçadores, pescadores.

Bolsonaro vai deixar parte da velha mídia à mingua

A Folha voltou a abordar a questão dos caraminguás para publicidade nos veículos de comunicação.

O presidente eleito Jair Bolsonaro (PSL) jura que irá rever a “farra publicitária” promovida por bancos públicos (Caixa e Banco do Brasil) e estatais como a Petrobras.

O capitão reformado do Exército afirma que terá uma comunicação direta com a população, por meio das redes digitais, sem o intermédio da velha mídia.

Bolsonaro terá no primeiro ano de governo R$ 150 milhões para gastar em propaganda, equivalente a 16% do valor que dispunha Dilma Rousseff (PT) quando assumiu.

Entretanto, conforme mapeamento da equipe de transição, bancos e estatais trituram anualmente mais de R$ 2 bilhões em publicidade.

Se Folha e Globo serão mantidos fora do “bolo publicitário”, como já avisara antes Bolsonaro, mas a farra será apenas da Record, do pastor Edir Macedo, e do SBT, de Silvio Santos.

Bolsonaro é um Collor piorado

A ideia não é estragar a ceia de Natal, mas que o presidente eleito Jair Bolsonaro (PSL) tem um jeitão do ex-presidente Fernando Collor de Mello — impichado em 1992 — isto tem.

“A principal semelhança está no estilo de campanha hipersonalizado e sem mediação partidária: ambos foram candidatos de micropartidos”, escreve Marcus André Melo, professor titular de ciência política da Universidade Federal de Pernambuco (UFPE), em artigo na Folha.

LEIA TAMBÉM
Morre ex-assessor de Beto Richa denunciado pela lava jato

Os mais velhos já assistirem este filme de Bolsonaro, mais collorido, há 25 anos quando o “caçador de marajás” chegou à Presidência da República prometendo acabar com a corrupção, levar o Brasil ao primeiro mundo e dar 70 virgens para aqueles que acreditassem nas privatizações (a propaganda da época comparava o Estado a um elefante, pois, pesado) e no liberalismo total.

Ligado ao Instituto Millenium, entidade que articula o pensamento da velha mídia, o articulista ainda vê outra semelhança importante entre os dois presidentes: “Bolsonaro como Collor ataram suas próprias mãos com seu discurso antipartidário de campanha”, afirma Marcus André Melo.

Nos anos de 1990, na primeira eleição direta pós-redemocratização, Collor entusiasmou a maioria dos brasileiros que quase cegamente apoiava as medidas. Hoje, segundo o Datafolha, o otimismo com Bolsonaro é tanto que bateu no céu. Nem Jesus Cristo era tão popular quanto o ‘Coiso’ o é.

Perigo nas estradas: dirija com cuidado redobrado

Segundo a Organização Mundial da Saúde (OMS), o Brasil é o quarto país com mais mortes no trânsito na América. No fim do ano, quando muita gente viaja pelas estradas, é fundamental tomar todos os cuidados para evitar acidentes: checar o nível de água e óleo, o funcionamento dos freios, dos faróis e da suspensão, o estado dos pneus, a parte elétrica, as luzes de freios, piscas, lanterna, faróis e painel e o nível do tanque de combustível, além dos documentos do carro e da habilitação.
Quem vai dirigir deve se alimentar bem –  comidas leves, evitando alimentos que não tem o costume de comer – e estar descansado. E vale aquele alerta de sempre: nunca beba e dirija. Dirigir cansado ou com sono é tão perigoso quanto estar alcoolizado. O uso do cinto de segurança é obrigatório para todos os ocupantes do veículo. Muitos acidentes acontecem porque motoristas não respeitam os limites de velocidade ou tentam fazer ultrapassagens perigosas. É melhor ir mais devagar e chegar inteiro do que correr riscos. Mantenha sempre a distância de segurança para evitar acidentes com freadas bruscas. Para ter tempo de reação, o ideal é ter 3 segundos para o carro da frente. Use também os avisos de luz e lembre-se de que o uso de faróis é obrigatório na estrada. Trafegue na velocidade permitida, freie suavemente, faça curvas de forma tranquila e não acelere bruscamente. Não ligue e nem atenda telefonemas, não leia nem envie mensagens e muito menos cheque as redes sociais enquanto dirigir.
Por fim, mas não menos importante, não jogue lixo pela janela do carro ou do ônibus. Além da falta de educação, a atitude pode provocar acidentes. Na cidade e na praia, lembre que o lixo causa doenças, desequilíbrio ambiental e até mesmo catástrofes.

Receita de Natal: arroz com laranja e passas

arroz-com-laranja-e-passas

INGREDIENTES:
  • 2 colheres de sopa de azeite;
  • 1 cebola pequena ralada;
  • 1 ½ xícara de chá de arroz;
  • 1 colher de sobremesa de cúrcuma;
  • 2 xícaras de chá de água;
  • 1 xícara de chá de suco de laranja;
  • 1 colher de sopa de raspas de laranja;
  • ½ xícara de uvas passas escuras;
  • Rodelas de laranja para enfeitar.
MODO DE PREPARO:
  1. Em uma panela refogue o arroz no azeite com a cebola e a cúrcuma, coloque o sal e a água e deixe até a água secar;
  2. Junte o suco, as raspas de laranja, as passas e cozinhe até secar;
  3. Desligue o fogo e deixe descansar por 10 minutos;
  4. Decore um refratário com as rodelas de laranja e distribua o arroz;
  5. Sirva em seguida.

Maduro diz que na Venezuela ‘não terá Bolsonaro’ e desafia Mourão

Venezuela – O presidente da Venezuela, Nicolás Maduro, advertiu nessa quinta-feira (20/12) seus adversários que não permitirá uma mudança da esquerda para a direita, como ocorreu no Brasil com a eleição de Jair Bolsonaro, e desafiou o futuro vice brasileiro, general Hamilton Mourão, que chamou de “louco”.
“A Venezuela não é o Brasil. Aqui não vai ter um Bolsonaro. Aqui será o povo e o chavismo por muito tempo(…). Bolsonaro aqui não teremos nunca, porque nós construímos a força popular”, declarou Maduro durante ato do Partido Socialista Unido de Venezuela (PSUV).
Reafirmando suas denúncias de um complô dos Estados Unidos para derrubá-lo, com o apoio de Brasil e  Colômbia, Maduro disse que o general Mourão é “louco da cabeça” por ter afirmando que seu governo está chegando ao fim e defendido “eleições normais” na Venezuela.
“Aqui lhe espero, com milhões de homens e mulheres e com a Força Armada (…). Aqui lhe espero, Mourão, venha pessoalmente”, desafiou Maduro em um inflamado discurso.
Maduro inicia no próximo dia 10 de janeiro um segundo mandato, de seis anos, após ser reeleito em votação boicotada pela oposição e denunciada por Estados Unidos, União Europeia e vários países da América Latina.
Na semana passada, Maduro denunciou uma aliança entre EUA, Brasil e Colômbia para derrubá-lo e, inclusive, assassiná-lo.

Polícia Civil prende seis em Redenção por roubos a bancos

Polícia Civil

Redenção e em Conceição do Araguaia, nos sudeste do Pará, foram o cenário onde a Polícia Civil deflagrou a Operação Araguaia, com o intuito de prender envolvidos em crimes contra instituições bancárias nos Estados do Pará e Tocantins. A ação policial resultou na prisão de seis pessoas e contou com a ação de policiais civis do Pará e Tocantins, em trabalho conjunto.

A operação é resultado de investigação de crime de furto com emprego de explosivos, ocorrido em 12 de julho deste ano, na agência bancária do Bradesco e nos Correios de Santa Maria das Barreiras, no Pará. As prisões ocorreram nesta quarta-feira (19), mas os resultados só foram apresentados pela Polícia Civil nesta sexta.

Seis mandados de prisão foram cumpridos, mas outros três acusados estão foragidos. Foram presos, por mandado de prisão preventiva, Adriano dos Santos Borges, Antonio Pereira Borges, Matheus da Silva Abreu e Cassen Souza Costa. Foram presos, por mandados de prisão temporária, Luan Estefanini Costa de Oliveira e Geraldo Nunes da Silva. No momento em que foi preso, Geraldo Nunes da Silva foi flagrado com drogas e foi autuado em flagrante para responder por tráfico de drogas.

Segundo a Polícia, a quadrilha montou sua base na cidade de Redenção e passou a praticar diversos crimes contra bancos e outras instituições financeiras nos últimos meses. Conforme o delegado Alécio Neto, da Polícia Civil de Redenção, por meio de investigações revelaram os diversos roubos e furtos eram feitos pelo mesmo grupo.

Edmar Brito é homenageado com o titulo de Cidadão do Pará

Por: Renato Soares

O jornalista e radialista de Xinguara, Edmar Brito, esteve em Belém, na quarta-feira (19/12), onde recebeu das mãos do presidente da Assembleia Legislativa do Pará, deputado Márcio Miranda, o título de Cidadão do Pará, por indicação do deputado estadual João Chamon Neto. Na ocasião, Edmar estava acompanhado da esposa, Nery, do filho Jimmy e do neto Luiz Fernando.

Fiquei sabendo que Edmar e Chamon são amigos de longas datas, que começou em meados dos anos 80, em Marabá. Chamon foi sempre um admirador do trabalho social que Edmar realizava naquela cidade, principalmente voltado para o esporte e lazer da população local.

Achei importante a mensagem de agradecimento que o Edmar mandou para o deputado Chamon, e por isso, faço questão de compartilhar com vocês, confiram:

“Meu caro amigo deputado João Chamon Neto, lhe escrevo esta para agradecer pelo título de Cidadão do Pará a mim concedido pela Assembleia Legislativa, por indicação sua. Confesso que foi um ato de reconhecimento puro que me deixou bastante alegre, honrado e feliz, pois em meio a mais de oito milhões de paraenses, eu fui o escolhido. Entre tantos empresários, sindicalistas, profissionais liberais, industriais, políticos, e outros tantos importantes, eu fui o escolhido por você. É como ganhar na mega sena, é muito difícil, mas eu ganhei o meu título, graças ao reconhecimento feito por uma pessoa simples, bondosa, amiga e solidária como você, que em toda a sua vida, passou o tempo todo tirando as pedras do caminho para os amigos passarem, passou a vida toda ajudando carregar os fardos pesados que os amigos não davam conta de carregar. Na vida, a gente tem muitos conhecidos, muitos colegas, muitos admiradores, mas o verdadeiro amigo faz como você fez comigo: reconhecimento e solidariedade. Portanto, fica aqui os meus mais efusivos agradecimentos, na esperança de que o amigo tenha um Natal muito feliz e um Ano Novo repleto de paz, saúde e realizações ao lado da família. Obrigado Chamon!”.

Pela 1ª vez, um governador do Pará toma posse em Belém, Santarém e Marabá

Pela 1ª vez, um governador do Pará toma posse em Belém, Santarém e Marabá (Foto: Adalberto Marques/Divulgação)

(Foto: Adalberto Marques/Divulgação)

A programação da cerimônia de posse do governador eleito do Pará, Helder Barbalho, e de seu vice Lúcio Vale, reforça seu compromisso firmado durante a campanha eleitoral de estar presente em todo o estado. O processo inicia no próximo dia 18 de dezembro, às 18h, no Hangar, com a diplomação dos candidatos eleitos aos cargos de governador, vice-governador, senador, deputado federal e deputado estadual.

No dia 31 de dezembro acontecerá a celebração religiosa com uma missa em Ação de Graças, celebrada pelo Arcebispo da capital, Dom Alberto Taveira, às 10h, na Catedral Metropolitana de Belém. Já no dia 1º de janeiro às 9h, acontece a posse oficial na Assembleia Legislativa do Pará (Alepa), e às 10h, será realizada a transmissão da Faixa Governamental, com cerimônia oficial em frente ao Museu Histórico do Pará, Palácio Lauro Sodré.

Os atos já fazem parte do protocolo, mas para confirmar a nova forma de governo prometida por Helder, de trabalhar para todos os paraenses, duas solenidades simbólicas de posse serão realizadas ainda no dia 1º em Marabá, às 15h, e em Santarém, às 18h30.

“Temos a responsabilidade de, daqui para frente, cuidar deste estado, cuidar de milhões de paraenses, e fazer com que a esperança do nosso povo se transforme em obras, serviços e qualidade de vida. É um novo tempo para o Pará. Tempo de mudança. Tempo de presença”, declarou o novo governador.

Helder foi eleito govenador do Pará no dia 28 de outubro de 2018, vencendo as eleições no segundo turno com 55,43% dos votos (2.068.319 votos).