Home / Polícia / Polícia faz buscas para prender assassinos do sindicalista Carlos Cabral

Polícia faz buscas para prender assassinos do sindicalista Carlos Cabral

A Delegacia de Conflitos Agrários de Redenção, no sul do Pará, reforçou as investigações para esclarecer o assassinato do líder sindical Carlos Cabral Pereira, de 58 anos. Policiais da região fazem buscas para prender os assassinos.

O corpo do sindicalista passou por perícia no Centro de Perícias Renato Chaves de Marabá, sudeste do Estado, e já foi liberado para a família. A vítima será velada em Rio Maria.

A Polícia Civil ouviu algumas testemunhas no local do crime, ainda na terça-feira (11). Na manhã desta quarta (12), outras duas pessoas foram ouvidas no inquérito.

O crime

O sindicalista foi morto a tiros na terça-feira (11) à tarde no município de Rio Maria. Segundo a polícia, ele estava indo para casa de moto quando foi abordado por dois homens que estavam em outra motocicleta.

Os pistoleiros dispararam pelo menos quatro tiros. Três deles acertaram a vítima, que morreu no hospital. Segundo o delegado de Rio Maria, Carlos César, a vítima estava sendo ameaçada de morte.

Carlos Cabral Pereira teve a vida marcada pela defesa do direito dos trabalhadores rurais na região. O corpo dele foi levado durante a noite para a unidade do Instituto Médico Legal em Marabá, para passar por perícia.

Check Also

Piloto sequestrado com avião em MS é localizado e diz que foi levado por facção criminosa

Em depoimento à polícia, o piloto disse que foi obrigado a ir para o Paraguai …