Home / Polícia / Polícia prende supostos envolvidos em mortes por conflitos de terra na fazenda onde ocorreu Chacina de Pau D’Arco, no PA

Polícia prende supostos envolvidos em mortes por conflitos de terra na fazenda onde ocorreu Chacina de Pau D’Arco, no PA

A operação Gênesis da Polícia Civil prendeu dois homens que respondem a processos por diversos crimes na região da fazenda Santa Lúcia, em Pau D’Arco, no sudeste do Pará, local onde, em 2017, dez trabalhadores rurais foram mortos no caso conhecido como Chacina de Pau D’Arco. Um dos presos é acusado de atuar como grileiro e responde por homicídio e tentativa de homicídio e o segundo por estelionato, porte ilegal de arma, ameaça e invasão de propriedade. Uma arma e munições foram apreendidas.

Arma apreendida em operação da Polícia Civil na fazenda Santa Lúcia, em Pau D'Arco, no Pará.  — Foto: Reprodução / Polícia CivilArma apreendida em operação da Polícia Civil na fazenda Santa Lúcia, em Pau D'Arco, no Pará.  — Foto: Reprodução / Polícia Civil

Arma apreendida em operação da Polícia Civil na fazenda Santa Lúcia, em Pau D’Arco, no Pará. — Foto: Reprodução / Polícia Civil

Segundo a Polícia, esta foi a primeira fase da operação, coordenada pela Delegacia de Conflitos Agrários de Redenção (Deca), que visa combater crimes resultantes de conflitos agrários, entre eles homicídios na região.

O delegado Antônio Bororó Júnior informou que, no último dia 22, a Justiça Criminal de Redenção deferiu três mandados de prisão preventiva de envolvidos em crimes. As ordens, segundo ele, resultaram de investigações na região da fazenda.

Na terça-feira (27), o delegado recebeu uma denúncia sobre um possível homicídio e, no local, os policiais constataram a morte por arma de fogo de Célio Alves da Silva, que era conhecido pelo apelido de “Cinturão Verde”. Segundo a Polícia, a vítimas foi morta com tiros nas costas e na cabeça e era uma das três pessoas que estavam com mandado decretado. Na ação, três pessoas foram presas.

Em relação à morte de Célio Silva, a polícia instaurou um inquérito policial para apurar a autoria do crime. Segundo as investigações, tanto os presos quanto a vítima Célio seriam grileiros.

Os presos foram conduzidos para Redenção, onde permanecem recolhidos à disposição da Justiça.

Check Also

Polícia apreende mais de 300 quilos de maconha na BR-158, no sudeste do Pará

Mais de 300 quilos de droga é apreendido em carro na BR-158, no sudeste do …