Home / Sem categoria / Prefeito derrotado vai ao tapetão do TSE para anular eleição

Prefeito derrotado vai ao tapetão do TSE para anular eleição

Inconformado com a derrota nas eleições municipais de 15 de novembro, o prefeito Ismael Barbosa, do Podemos, entrou com recurso especial eleitoral no Tribunal Superior Eleitoral na tentativa de reformar decisão do pleno do Tribunal Regional Eleitoral que julgou procedente a filiação do candidato a vice-prefeito Celso Marcos, da coligação Unidos pelo bem de Jacundá.

Antes das eleições municipais, o pleno do TRE julgou procedente a filiação do candidato Celso Marcos, vice-prefeito eleito na chapa de Itonir Tavares (PL) e considerou ilegítima a participação do Podemos no processo eleitoral.

Na semana passada, um embargo de declaração impetrado pelo Podemos, representado pelo advogado e ex-secretário de Finanças da Prefeitura de Jacundá, Sérgio Ribeiro Correia Junior, que pedia reformulação da decisão foi julgado, e por 7×0 manteve a decisão anterior.

O Podemos de Jacundá tenta impugnar o registro da candidatura a vice-prefeito de Celso Marcos, acusado de estar filiado ao PSDB em 24 de abril 2020, e que estaria filiado ao PROS somente em 7 de maio do mesmo ano, o que implicaria no prazo mínimo de 6 meses de filiação estipulado pela Justiça Eleitoral para concorrer às eleições. Com isso, caso vença no TSE, o Podemos espera novas eleições em Jacundá. Procurado sobre o assunto, o prefeito Ismael Barbosa não respondeu à mensagem enviada.

Eleitos com 14.231 (57,66% válidos) votos, Itonir e Celso Marcos obtiveram a maior votação da história eleitoral de Jacundá. O atual prefeito Ismael Barbosa e candidato à reeleição ficou em terceiro lugar com 3.930 votos, ou seja, 15,92%. (Antonio Barroso)

Check Also

Vacinação no Pará pode começar em 21 de janeiro, afirma Helder

Na manhã desta quinta-feira (14), o governador Helder Barbalho falou sobre a campanha de vacinação …