Home / Polícia / Vereador é fugitivo na Operação contra milícias

Vereador é fugitivo na Operação contra milícias

Desde as 5h da madrugada de hoje uma Força-Tarefa incluindo cerca de 70 policiais civis e militares e o Gaeco do Ministério Público do Estado do Pará deslanchou a Operação Anonymous II e prendeu envolvidos com milícias e grupos de extermínios que operam na Região Metropolitana de Belém, responsáveis por elevado número de homicídios.
O vereador de Ananindeua Hugo Athayde, advogado e ex-diretor da Semutran – Secretaria Municipal de Trânsito e Transporte de Ananindeua –  famosa pela truculência de suas abordagens -, acusado de ser um dos líderes da milícia, conseguiu escapar do cerco e agora está declarado foragido e sendo caçado pela polícia. É o segundo parlamentar da Câmara Municipal de Ananindeua envolvido com o crime organizado e milícias. Antes dele, o Gordo do Aurá ficou célebre por escapar de atentado cinematográfico e depois acabou executado em via pública sem que até hoje tenha sido descoberta a autoria. Sete alvos são da PMPA, incluindo um oficial, o tenente-coronel Marcelo Prata, ex-comandante do 5º BPM de Castanhal. Estão sendo cumpridos doze mandados de busca e apreensão, além dos nove mandados de prisão.
A maioria dos crimes é de competência da Justiça Militar. O promotor de justiça militar Armando Brasil instaurou um procedimento investigativo desde o mês passado, tem colaborado com a Polícia Civil e agora vai continuar o desdobramento dessa investigação que redundará em mais prisões de militares envolvidos com grupos de extermínio e milícia. Segundo o promotor, o tenente-coronel Marcelo Prata desviou grande quantidade de armas pesadas como fuzis, pistolas e metralhadoras, além de munições, para abastecer grupos de extermínio e milícia. A reserva de armamento do 5º BPM diminuiu consideravelmente e ensejou a investigação. Foram desviadas mais de mil munições calibre ponto 40 MM para treinamento, inclusive usadas na chacina do Guamá.
Os presos até agora são o tenente-coronel Marcelo Araújo Prata, Paulo Henrique Dias Barros (da reserva), Erika Pantoja Carneiro da Silva(da reserva), Thiago Costa Vetillo, Arthur Rinaldo Cordeiro dos Santos (da reserva) e Leonardo Machado Santos (apontado como principal executor dos crimes).
Antes de entrar em ação, a equipe recebeu um briefing na Secretaria de Estado de Segurança Pública, hoje cedinho (fotos).

Check Also

Nota da PM sobre disparos de balas de borrachas contra sem terra na Fazenda Surubim

“A respeito do fato ocorrido na Fazenda Surubim, no município de Eldorado dos Carajás, sudeste …