POLÍTICA

Com Michelle, Bolsonaro faz campanha na véspera da convenção do PL

O presidente Jair Bolsonaro participou neste sábado (23/7), no Espírito Santo, de uma agenda de pré-campanha eleitoral que teve culto, motociata e presença em mais uma marcha evangélica.  Acompanhado da primeira-dama, Michelle, o presidente discursou no fim da Marcha para Jesus, um dos maiores eventos evangélicos do estado.

Logo no desembarque, no Aeroporto Internacional de Vitória, o presidente foi recebido por um grupo de apoiadores aos gritos de “mito”. Na frente do terminal, em um espaço privado de festas, o presidente participou de um encontro fechado com cerca de 400 apoiadores, entre eles empresários, políticos e pastores evangélicos.

Do aeroporto, Bolsonaro saiu em motociata pelas ruas de Vitória em direção à Terceira Ponte, que liga a capital a Vila Velha, de onde vinha, em sentido contrário, a Marcha para Jesus, com milhares de fieis. A motociata passou pela marcha, foi até a Praia da Costa, em Vila Velha, onde o presidente parou para cumprimentar apoiadores, e retornou a Vitória para o encerramento do evento religioso, na Praça do Papa, logo na saída da Terceira Ponte.

Já acompanhado pela primeira-dama – que discursou antes do marido e após um dos pastores conduzir uma oração para o casal – Bolsonaro conclamou os fiéis a lutar contra “o mal” e o “comunismo” em um discurso recheado de referências bíblicas.

‘Elevo meu pensamento ao Senhor e peço que esse povo brasileiro não experimente as dores do comunismo. Peço que nosso povo nunca perca sua liberdade”, disse o presidente, no alto do carro de som.
Ele também aproveitou o encontro religioso para estocar o principal adversário, o ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva, sem citar o nome dele. Os adversários, para o presidente, são “o outro lado”.

Artigos relacionados

Botão Voltar ao topo